Principal cover de Pearl Jam em BH, banda Singles lança CD e DVD

Trabalho reúne sucessos e lados B, e é comercializado com autorização da banda

por Eduardo Tristão Girão 20/11/2015 09:25

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Caca Lanari/Divulgação
(foto: Caca Lanari/Divulgação)
Principal banda cover de Pearl Jam em BH, a Singles comemora 15 anos de atividade e anuncia para mês que vem o lançamento de seu segundo CD e DVD. No repertório, um misto de sucessos e lados B do quinteto de Seattle, incluindo canções novas e antigas como State of love and trust, Sirens, Betterman, Inside job e Black. O trabalho segue a linha do título anterior, lançado ano passado e licenciado pelo grupo norte-americano, ou seja, as músicas são comercializadas legalmente em plataformas digitais como iTunes, Spotify e Deezer.

 

“Fui atrás das editoras de todas as músicas da banda e, quando consegui reunir todas as autorizações, lançamos o disco. O recolhimento que estamos tendo do direito conexo como intérpretes, que é bem mais baixo que o do autor, está dando retorno tão interessante que estamos tendo a possibilidade de reinvestir nesse segundo trabalho”, conta Daniel Lima, vocalista, guitarrista e violonista da banda, além de produtor musical e engenheiro de áudio.

A proposta da banda, conta ele, é tocar as músicas o mais próximo possível das versões originais. E quase todas as canções do grupo fazem parte do repertório, continua: “Algumas, muito malucas, tocamos apenas uma vez. Além disso, em cima do palco, nos permitimos algum improviso, que é o que eles também fazem no palco”.

Apesar de tocar instrumentos, Lima diz que prefere se concentrar nos vocais. “Até porque a performance do Eddie Vedder é uma coisa bem física”, afirma. Ele não se joga no público como o Eddie dos anos 1990, mas domina alguns trejeitos do cantor, o que faz parte de técnica para aproximar seu timbre de voz do dele, explica: “Há uma coisa fisiológica para chegar no timbre dele e o trejeito ajuda, como a forma de moldar a boca para cantar. A gente pega isso naturalmente. E a expressão corporal abraça a coisa toda para a gente chegar lá”.

Sobre Lightning bolt, disco mais recente do Pearl Jam, Lima achou “sensacional”: “Caminharam para um lado mais palatável. De certa forma, ficou mais pop, o que não é demérito nenhum. Faz parte do posicionamento deles de terem se colocado mais abertos para o público e mídia. Hoje, fazem canções muito mais bem feitas do que faziam antes, por isso acho que estão no topo. Em termos de engenharia de áudio, eles estão mais 'state of art', as músicas estão melhor gravadas do que antes”.
A Singles tem feito dois ou três shows por semana em BH, passando por casas como Circus, Jack, Lord, Studio Bar e Amsterdan. “Também tocamos muito em Conselheiro Lafaiete”, conta Lima. Este ano, o grupo fez somente shows duplos (sem dividir a noite com outras bandas), cada um com três horas de duração. “É fácil, porque eles têm músicas demais”, diz. Para ano que vem, a intenção é programar shows em teatros e ao ar livre. “Estamos reinventando para não ficar sempre na mesma coisa”, define o vocalista.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA