Leila Maria faz homenagem aos 100 anos de Billie Holiday em disco

Carioca conseguiu abrasileirar 13 temas do repertório mais significativo da diva americana sem abusar de cacoetes da bossa nova

por Kiko Ferreira 08/11/2015 15:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Cristina Granato/divulgação
Leila Maria gravou homenagem brasileira para Lady Day (foto: Cristina Granato/divulgação)
Às vezes, um atraso pode gerar “a” oportunidade. Em 2012, a cantora Leila Maria produziu e gravou o disco Leila Maria canta Billie Holiday in Rio, tributo à americana considerada a melhor cantora de jazz do mundo. A iniciativa surgiu da sugestão do empresário Pedro Lazera, dono de uma rede farmácias no Norte e Nordeste. Fã de jazz, ele pretendia criar um selo e diversificar o leque de produtos de suas lojas, vendendo música de qualidade. Saiu a primeira leva de 5 mil discos, mas, antes que eles pudessem ser comercializados, o dono da ideia faleceu. No processo de inventário, o projeto ficou no limbo, aguardando decisões jurídicas para ser enviado ao mercado.


Apesar de ter recebido o Prêmio de Música Brasileira em 2014 na categoria álbum em língua estrangeira – a partir de uma cópia enviada a José Maurício Machline, idealizador do evento –, o CD só pôde ser vendido agora, com distribuição da gravadora Biscoito Fino. A oportunidade está no fato de ele sair justamente quando se celebra o centenário de nascimento de Billie Holiday (1915-1959). Esse é um dos raros projetos brasileiros a festejar a carreira de Lady Day.

O disco começou a ser esboçado em 2005, quando Lazera viu a cantora em um show do trio de Durval Ferreira, no Rio de Janeiro. Ideia proposta e aceita, Leila, que já havia apresentado versões para temas como You’ve changed e Embraceable you no Bar do Tom, em 2003, passou a reunir o grupo de 40 músicos que a ajudaram a dar consistência e variedade ao processo.

Com sete arranjadores-pianistas (Délia Fischer, Sheila Zagury, Cristóvão Bastos, Fernando Costa, Itamar Assiére, Rodrigo Braga e Paulo Midosi) e repertório de ualidade, Leila construiu um tributo de alto teor emocional.

Com três ótimos discos no currículo – o atemporal Off key (2005), o temático Canções de amor de iguais (2007) e sua estreia promissora, Da cabeça aos pés (1997) –, essa carioca conseguiu abrasileirar 13 temas do repertório mais significativo da diva americana sem abusar de cacoetes da bossa nova, como costuma ocorrer com iniciativas desse tipo, mantendo o espírito jazzístico de Lady Day.

Faixa a faixa


» COMES LOVE

» EMBRACEABLE YOU

» I’LL BE SEEING YOU

» GOOD MORNING HEARTACHE

» LOVE ME OR LEAVE ME

» THE VERY THOUGHT OF YOU

» YOU GO TO MY HEAD

» EASY LIVING

» EVERYTHING HAPPENS TO ME

» YOU’VE CHANGED

» THE SAME OLD STORY

» GOD BLESS THE CHILD

» SWING, BROTHER, SWING

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA