Esquina mais famosa de Belo Horizonte recebe um piano de presente

Gabriel Guedes, filho de Beto Guedes, instala instrumento entre as ruas Divinópolis e Paraisópolis em homenagem ao Clube da Esquina

por Shirley Pacelli 20/10/2015 17:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

LEANDRO COURI/EM/D.A.PRESS
O piano instalado entre as ruas Divinópolis e Paraisópolis (foto: LEANDRO COURI/EM/D.A.PRESS)
Um piano chama a atenção de quem passa pela esquina das ruas Divinópolis e Paraisópolis, no bairro Santa Tereza, em Belo Horizonte. O responsável pela intervenção urbana é Gabriel Guedes, filho do músico Beto Guedes. O instrumento musical foi deixado na rua na última sexta-feira, 16. “Aquela esquina estava muito morta. Tinha que dar uma revigorada”, justifica Gabriel. Segundo ele, a ação é uma homenagem ao Clube da Esquina.

A ideia surgiu em setembro, mas só agora o músico conseguiu arranjar um piano antigo, já sem utilidade, em uma obra ao lado. Algumas crianças deram cor ao instrumento e, no sábado, em companhia de alguns amigos, Gabriel levou um teclado, um baixo e fez um pequeno encontro musical.

 

Leandro Couri/EM/D.A Press
Partituras de valsa e choro de Godofredo Guedes estão em destaque (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Gabriel, que está de volta a BH depois de uma temporada vivendo no Rio de Janeiro, conta que a iniciativa marca também a criação do Instituto Godofredo Guedes, organização cultural e sem fins lucrativos. “A ideia é desenvolver projetos sociais envolvendo música.”

 

Não é a primeira vez que o músico resolve deixar um piano em praça pública. Em 2013, ele deixou três deles espalhados na cidade: na Avenida Bernardo Monteiro (Funcionários), na Praça do Papa (Mangabeiras) e na Praça Duque de Caxias (Santa Tereza). A primeira intervenção foi feita em junho do mesmo ano durante a ocupação por manifestantes na Câmara Municipal de BH. Confira!

 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA