Ex-Nightwish Tarja Turunen se apresenta em BH e afirma: 'Gosto de caipirinha e picanha'

Cantora finlandesa traz ao Brasil repertório da turnê 'Colours in the Road'

por Juliana Freire 15/10/2015 14:15

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Divulgação
Cantora elogiou fãs brasileiros e descartou possibilidade de retorno ao Nightwish (foto: Divulgação)
Contagem regressiva para que a cantora de metal sinfônico Tarja Turunen esteja frente a frente com o público de Belo Horizonte. o show será na próxima quarta-feira, dia 21, no Music Hall. Tarja Turunen foi vocalista da banda de metal sinfônico Nightwish por nove anos, até ser oficialmente demitida através de uma carta escrita por Toumas Holopainen, o tecladista, e assinada pelos outros membros impulsionados por desentendimentos internos. A carta foi aberta à imprensa e o caso, em 2005, tornou-se uma das maiores polêmicas do cenário musical finlandês.

A compositora, que também é jurada do The Voice da Finlândia, já lançou cinco álbuns na carreira solo: três de metal sinfônico: My Winter Storm (2007), What lies Beneath (2010) e Colours in the Dark (2013), e dois álbuns clássicos: Henkäys Ikuisuudesta (2006) e o mais recente Ave Maria - En Plein Air (2015).

A cantora já descartou qualquer possibilidade de voltar ao Nightwish, hoje liderada pela holandesa Floor Jansen (Ex- After Forever, Revamp). A decisão já foi expressa até por meio de músicas, como no refrão de Never enough, em que Tarja diz “Não há como voltar ao que costumávamos ser. Não há lugar para nós. Não há lugar para mim". Em entrevista, que também reuniu perguntas do Fã Clube Oficial no Brasil, Tarja falou sobre a careira, sobre caipirinha e revelou estar ansiosa pelos shows.

 



Entrevista >> Tarja Turunen

Você completou dez anos de carreira solo, incomoda ainda ser associada ao Nightwish?
O fato de eu ter sido a voz e o rosto da banda no ínicio nunca vai mudar e aqueles anos foram importantes para mim no meu crescimento como artista, então por que deveria me incomodar?

Sua formação musical é erudita e recentemente você lançou Ave Maria-En Plein Air - um álbum clássico. Existe alguma chance de você seguir carreira apenas na música clássica?
Eu não acho que seja possível, porque esses dois estilos musicais me completam como um todo. Venho trabalhando profissionalmente como cantora lirica e de metal há muitos anos e encontrei um belo equilíbrio entre eles na minha vida. Eu não ficaria feliz em fazer essa grande mudança de vida. Adoro escrever minhas canções e cantá-las para os meus fãs de todos os lugares do mundo.

Qual a sua opinão sobre os fãs brasileiros? (Pergunta do fã-clube brasileiro)
Meus fãs brasileiros sempre me acolheram muito calorosamente. Tenho desfrutado deles apoio extremamente importante e amor ao longo de anos. As pessoas no Brasil são realmente apaixonadas e mostram seus sentimentos abertamente. Para artistas como eu, é extremamente maravilhoso receber esse tipo de carinho.

Existe alguma chance de você voltar a se juntar à banda Nightwish? (Pergunta do fã-clube brasileiro)
Não.

Você conhece e gosta de alguma comida ou bebida brasileira? (Pergunta do fã-clube brasileiro)
Eu gosto de caipirinha e picanha!

O repertório do show será composto apenas de músicas da carreira solo? Haverá algum convidado especial?
O setlist contém variedade de canções de minha carreira, mas principalmente as minhas músicas mais recentes do álbum Colours in the dark,  já que estou em turnê e promovendo este álbum.

Tarja Turunen

Na próxima quarta-feira, 21 de outurbo, às 19h, no Music Hall, Av. do Contorno, 3239 - Santa Efigenia. Ingressos: www.centraldoseventos.com.br

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA