Rihanna fala sobre racismo na música em entrevista

"Isso só me faz querer provar que as pessoas estão erradas", declarou cantora a jornal americano

13/10/2015 12:26

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Instagram/Craig McDean
Rihanna em ensaio para a revista T (foto: Instagram/Craig McDean)
Às vésperas de lançar seu oitavo disco de estúdio, Anti, a cantora Rihanna concedeu uma longa entrevista à revista T, segmento de moda do jornal americano New York Times. À publicação, a artista falou, entre outros temas, sobre racismo. "As pessoas estão programadas a pensar que um homem negro vestindo capuz significa segurar mais firmemente a bolsa", declarou.

Ainda sobre o tema, em outro momento da entrevista, Rihanna revelou que já sentiu na própria pele a discriminação na hora de fechar negócios. "Comecei a perceber a diferença - ou mesmo ter minha raça destacada - principalmente quando fui fechar negócios", disse. "Todo mundo acha legal uma jovem negra cantando, dançando e sendo sensual, mas quando se trata de negociar, de fechar um acordo é que ela toma consciência de sua negritude".

"Isso nunca acaba. Mas isso me faz querer provar que as pessoas estão erradas. Isso quase me empolga. Eu sei o que eles estão esperando e mal posso esperar para provar para eles que estou aqui para superar suas expectativas", concluiu.

O novo disco de Rihanna, Anti, ainda não tem data para ser lançado. Especula-se que o álbum deve sair em meados de novembro. O disco, que marca uma nova fase, mais conceitual, na carreira da cantora, conta com os singles Bitch better have my money, FourFiveSeconds e American oxygen.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA