Seal desce do palco, Paralamas emociona e John Legend canta para os românticos

Rock in Rio oferece noite eclética para o domingão, com hits para todos os gostos. Herbert Vianna dá tom político com 'Que país é este?' e 'Inútil'

por Estado de Minas 20/09/2015 22:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Tasso Marcelo/AFP
Seal canta no meio do público durante o Rock in Rio (foto: Tasso Marcelo/AFP)
A Bandeira do Brasil não poderia faltar. E não faltou no show que o cantor e compositor britânico Seal fez neste domingo (20) no Rock in Rio. Com todo o respeito, diga-se de passagem. Ele pediu licença ao público para deixá-la no chão enquanto brindava os fãs com seu repertório romântico. 'Kiss from a rose', claro, não faltou.

 

Seal soube agradar o seu público. O cantor desceu do palco e, cercado de seguranças e câmeras, foi cantar no meio da plateia antes de encerrar sua performance.

 

Por sua vez, Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone não deram descanso ao público durante o show do Paralamas do Sucesso no Palco Mundo. A banda resgatou com visível prazer sucessos oitentistas do chamado BRock, como 'Óculos' e 'Vital e sua moto', hits do início de sua carreira, além de clássicos dos colegas: 'Inútil' (Ultraje a Rigor) e 'Que país é este?' (Legião Urbana), cujas letras mandaram recado político na época da redemocratização e permanecem oportunas neste período de crise que o país atravessa.

 

Ao fim do show, via-se um Herbert Vianna visivelmente emocionado no palco do festival que ajudou a projetar a jovem (e quase desconhecida) banda Paralamas do Sucesso nos anos 1980.

 

No Palco Sunset, o cantor John Legend apresentou baladas sob medida para os românticos. Na plateia, casais aproveitaram para namorar. O repertório trouxe a premiada 'Glory', que levou o Oscar deste ano, tema do filme 'Selma'. Legend foi o último artista escalado para o Sunset neste domingo.



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA