OneRepublic mostra força de produção pop bem feita no Rock in Rio

por Agência Estado 19/09/2015 08:18

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Seria reducionismo demais chamá-los de boy band. Os ingredientes todos estão lá. Canções de amor com forte apelo adolescente, jovens bonitos e garotas emocionadas na plateia. Mas o OneRepublic, que veio para o Rock in Rio, chegou nas asas de um líder de carisma e competência absurdas. Ryan Tedder, jovem produtor que lutou para erguer seu grupo nos Estados Unidos em 2002, é um legítimo fruto dos tempos de MySpace.

Visionário precoce que vendeu tudo o que tinha para se tornar músico, Tedder coloca sua mão em todos os detalhes. Gosta de trabalhar o virtuosismo de seus músicos, pensa fora da caixinha para montar um show.

De tudo que ele fez, marcou seus fãs na Cidade do Rock com o primeiro grande hit, Apologize, e desfilou Secret, Stop anda Stare, Something I Need e, claro, Counting Stars, que vendeu 5 milhões de downloads só nos Estados Unidos.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA