Milton Nascimento e Carminho fazem dueto mágico no Sesc Palladium

Em sua primeira visita a BH, artista portuguesa conquistou público. Show terá bis neste sábado

por Ana Clara Brant 19/09/2015 00:11

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcos Vieira/EM/DA Press
(foto: Marcos Vieira/EM/DA Press)

Já imaginou Cais, Encontros e despedidas ou Nada será como antes, clássicos de Milton Nascimento, com um toque de fado? Pois essa proeza é mérito de um dos principais nomes da música portuguesa atual, a cantora e compositora Carminho, de 31 anos, que se apresentou pela primeira vez em Belo Horizonte na noite desta sexta feira. No show, no Sesc Palladium, que terá bis neste sábado, ela tem a companhia de uma figura que considera ' o mestre dos mestres', Milton Nascimento, de 72.

Assim que subiu ao palco, a artista lusitana já conquistou o público com seu carisma, simpatia, beleza e talento. “É mais do que uma alegria, é um privilégio pode trazer o fado esta noite para Belo Horizonte e mostrar um pouco da minha cultura e da minha identidade. Nunca tinha estado aqui e estou encantada. A cidade é linda e é um lugar que tem raízes muito fincadas. Sem contar que estou ao lado desse mestre que é o Milton”, declarou.

Na primeira parte da apresentação, Carminho esteve sozinha com sua banda e cantou faixas do seu terceiro e mais recente disco Canto como a linda Chuva no mar, música inédita de Marisa Monte com Arnaldo Antunes. “Cada microssegundo nos transforma sempre sem nos darmos conta e é isto que esta canção nos mostra. Quando chove no mar, aparentemente ele não muda, mas ele é outro sim. E o mesmo espero que aconteça hoje com nossos corações assim que acabar essa apresentação”, ressaltou. Um dos destaques foi quando cantou à capela um fado bem tradicional, De mim para ninguém. Ela foi ovacionada.


Quando chegou a hora de Milton surgir, ela convocou a plateia a chamá-lo. E todos entoaram: Bituca! Os dois cantaram Cais, acompanhados de belos arranjos. Em seguida, foi a vez do cantor e compositor mineiro revelar o seu lado lusitano e soltar a voz em dois fados: As pedras da minha rua, de autoria da própria Carminho, e A rosinha dos limões, um dos mais conhecidos da terra de Camões. “Certa vez desafiei o Bituca a cantar fado e para a minha surpresa ele ouvia este rimo desde pequenino, com sua mãe”, brincou.

A dupla ainda cantou junto Encontros e despedidas, que emocionou, Caçador de mim e Nada será como antes. Milton também se apresentou sozinho com um repertório que há muito tempo não fazia parte do set list dos seus shows com pérolas como Cio da terra, Idolatrada, Me deixa em paz e Sueño con serpientes. Mas é claro que não faltaram hits como Bola de meia, bola de gude e Canção da América.

A apresentação mostrou que mais do que nunca os laços que unem Brasil, sobretudo, Minas e Portugal estão mais forte e renovados do que nunca. Quem sabe até não rende um novo 'fado tropical'?

Milton Nascimento & Carminho Sábado (19), às 21h, no Sesc Palladium (Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro). Ingressos: Plateia I – R$240 (inteira) / R$120 (meia); Plateia II – R$220 (inteira) / R$110 (meia); Plateia III – R$200 (inteira) / R$100 (meia). Vendas: bilheteria do teatro. Informações: (31) 3270-8100. Classificação: 16 anos.

Carminho em Inhotim (Brumadinho, acesso pelo km 500 da BR-381). Domingo (20), a partir das 15h, no Palco Magic Square. Entrada por ordem de chegada. Lotação: 1.500 pessoas. Ingressos para Inhotim: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA