Após câncer, Bruce Dickinson comanda vocais do Iron Maiden em disco duplo

Vocalista deu um susto nos fanáticos seguidores do grupo quando anunciou que havia sido diagnosticado com um raro tipo de câncer na língua

por Samir Mendes 03/09/2015 12:31

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Iron Maiden/Facebook
Passagem do Iron Maiden pelo Brasil em 2016 marcará a 11ª visita do grupo ao país e a divulgação do novo disco de estúdio da banda (foto: Iron Maiden/Facebook)
A primeira vez costuma ser inesquecível. Foi em 1985, quando o Iron Maiden veio ao Rio de Janeiro para tocar na estreia do Rock in Rio, que a banda britânica começou um tórrido caso de amor com o público brasileiro. De lá para cá, foram 10 viagens ao Brasil, 29 shows e algumas crises — como quando Bruce Dickinson abandonou o grupo e deu lugar ao menos carismático Blaze Bayley, entre 1994 e 1999. O que importa é que o amor sobreviveu e um novo capítulo dessa história, com o lançamento do novo álbum e uma nova turnê, está para ser escrito, talvez o mais dramático da relação da banda com os fãs.

Em fevereiro deste ano, o vocalista Bruce Dickinson deu um susto nos fanáticos seguidores do grupo quando anunciou que havia sido diagnosticado com um raro tipo de câncer na língua. Devido à idade  (56 anos) e o fato de que a voz é o instrumento de Bruce, fãs temeram pelo pior. No entanto,  como a doença foi descoberta em um estágio inicial, o cantor teve uma recuperação tranquila, que durou sete semanas, e incluiu sessões de radioterapia e quimioterapia.

Com a saúde do seu frontman em dia, as atenções se voltam para 'The book of souls', primeiro álbum duplo de estúdio da banda e 16o da carreira dos britânicos, que será lançado nesta sexta. O disco, que terá 11 faixas e 92 minutos de duração, foi produzido por Kevin Shirley, que trabalha com o Iron Maiden desde 'Brave new world', disco de 2000. Além disso, o trabalho contará com a música mais longa do sexteto, 'The empire of the clouds', que terá 19 minutos, e uma homenagem ao ator Robin Williams, que se suicidou no ano passado, por meio da canção 'Tears of a clown'.

Sobre a sonoridade de 'The book of souls', como denunciado pelo single 'The speed of light' (cujo lançamento foi acompanhado por um jogo em 8 bit estrelando o mascote Eddie) e por algumas críticas, grandes inovações não devem ser esperadas. Utilizando uma estratégia semelhante à do AC/DC, o Iron Maiden continua jogando para os fãs, fazendo render a fórmula dos últimos álbuns, que mostram uma Donzela mais progressiva, com longos solos, introduções e diferentes andamentos em suas músicas.

Para promover o novo trabalho, o Iron Maiden já anunciou uma turnê mundial que terá o multitarefas Bruce Dickinson como um dos pilotos oficiais da equipe, no comando de um Boeing 747-400 jumbo. A empreitada do grupo britânico passará por 35 países em 2016, incluindo duas visitas inéditas à China e El Salvador, além, é claro, de mais uma passagem pelo Brasil.

Maiden no Brasil em 2016

No final de agosto o grupo deu uma boa notícia para os fãs brasileiros. O Iron maiden anunciou uma nova turnê que vai passar pelo Brasil. No site oficial da banda, o grupo confirmou que a 'The book of souls world tour' irá acontecer em mais de 35 países, mas não deu muitos detalhes da apresentação.

Segundo o comunicado, "os detalhes exatos de datas e cidades estão sendo finalizados e os anúncios de datas específicas começarão em algumas semanas". Porém, a nota afirma que a turnê começará nos Estados Unidos com shows no fim de fevereiro e, em março, tem datas confirmadas no México, El Savador, Costa Rica, Argentina, Chile e Brasil.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA