Banda Eddie se apresenta nesta sexta em Belo Horizonte

Grupo apresenta disco inspirado em clássico de João Cabral de Melo Neto

por Mariana Peixoto 28/08/2015 10:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
BRUNO GUERRA/DIVULGAÇÃO
(foto: BRUNO GUERRA/DIVULGAÇÃO)
Chico Science, Nação Zumbi e Mundo Livre S/A sempre dividiram as atenções quando o assunto era mangue beat. Passados 20 anos da explosão da música pop pernambucana, outro filho dileto da terra conseguiu manter carreira estável e independente.


Com público cativo em Belo Horizonte, a banda Eddie chega hoje à cidade para show no Granfinos – casa noturna que já assistiu, por mais de uma vez, à explosão que a música de Fabio Trummer provoca. Desta vez, o grupo traz a reboque seu sexto álbum, 'Morte e vida'.

Sim, a referência é esta mesma que você está pensando: o clássico 'Morte e vida' severina, do poeta pernambucano João Cabral de Melo Neto. Com Kiko Meira (bateria), Rob Meira (baixo), Alexandre Urêa (percussão e voz), Andret Oliveira (teclado e trompete) e Trummer (voz e guitarra), o álbum traz uma pá de referências: dos bardos Serge Gainsbourg, Leonard Cohen e Nick Cave aos brasileiríssimos Patativa do Assaré, Sivuca e Manoel de Barros.

Lançado no primeiro semestre, o disco traz duas canções que estão na trilha sonora do recém-estreado Que horas ela volta?, filme de Anna Muylaert: a balada Meu coração e o samba Essa trouxa não é sua. Há também o rock pesado Longe de chegar, um dos melhores momentos do CD, cujo registro contou com a participação de Karina Buhr. Ela também canta em 'Pedrada certeira'.

Mas para os fãs da Eddie, não devem faltar à apresentação desta noite canções dos álbuns anteriores, que misturam frevo, samba, rock e reggae. É o caso de 'Quando a maré encher', mais conhecida nas gravações da Nação Zumbi e de Cássia Eller (a canção é de Trummer), Pode me chamar, 'Delírios espaciais' e 'Bairro novo/Casa caiada'.

 

EDDIE
Show de lançamento do álbum Morte e vida. Nesta sexta, às 22h. Granfinos, Avenida Brasil, 326, Santa Efigênia, (31) 3241-1482. Ingressos: R$ 30 (3º lote).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA