Músicas de MC Pedrinho serão adequadas para público infanto-juvenil

Trabalho do funkeiro de 13 anos foi removido do YouTube pela Justiça por conteúdo impróprio

por Agência Estado 27/08/2015 16:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
Conteúdo erótico e apelativo das músicas chamou atenção do Ministério Público (foto: Divulgação)
Os pais e empresários de MC Pedrinho, 13 anos, assinaram com o Ministério Público de São Paulo um acordo judicial provisório no qual se comprometem a adotar uma série de medidas, principalmente em relação à "adequação do conteúdo de seu trabalho ao público infanto-juvenil", para que o menor possa continuar a exercer sua atividade, de acordo com um comunicado divulgado pelo órgão.

O pequeno funkeiro atraiu milhões de fãs em músicas postadas no Youtube, retiradas do ar em maio por decisão da Justiça. Muitas deles tinham conteúdo explicitamente pornográfico e títulos como Planeta da P#t@r!@ e Ela é Doida, que dizia: "como é bom transar com a p* profissional".

No acordo, firmado na segunda-feira (24) perante a Vara da Infância e Juventude do Foro de Santana, ficou estabelecido que o jovem MC, de 13 anos, comparecerá diariamente à escola, comprovando à Justiça sua frequência escolar, sob pena de ser proibido de se apresentar.

De acordo com o MP, Pedrinho somente poderá apresentar conteúdos artísticos próprios às faixas etárias de crianças e adolescentes o que em tese barra as canções que fizeram o funkeiro estourar na web, como Dom, Dom, Dom (que falava da prática de sexo oral por "novinhas").

Na quarta-feira, 26, o artista mirim divulgou na web um novo vídeo (Menino Sonhador), que, segundo o próprio, conta sua história.

O acordo fica sujeito a multa de R$ 50 mil por show ou exibição na mídia em que for descumprido, e de R$ 5 mil por dia de atraso na retirada do conteúdo indevido, inclusive das redes sociais.

O MP também solicitou que Pedrinho só se apresente durante o dia que não entre em casas noturnas e que os shows tenham indicação de faixa etária.

O acordo tem caráter provisório de 180 dias, quando então será realizada nova audiência judicial para avaliação dos resultados, com possibilidade de ser firmado um acordo definitivo.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA