Gabriel, o Pensador é atração no aniversário do bar Jângal

Festa promete celebrar o amor com nove horas de música e gastronomia

por Walter Sebastião 24/07/2015 11:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
NGC/Divulgação
Gabriel, o Pensador diz que é movido pela vontade de 'plantar coisas boas' para seus filhos (foto: NGC/Divulgação)
O Parque das Mangabeiras será o cenário, amanhã, para a JângaLove, festa comemorativa dos dois anos do bar Jângal, que tem Gabriel, o Pensador como principal nome. Porém, como o agito está marcado para começar às 12h e se estender durante nove horas, a lista de atrações é extensa: BNegão nas picapes e os blocos Pra Iaiá e Então, Brilha!, além de Jahnu e Kriok.

O tema da festa é o amor, que estará presente na decoração e – espera-se – nos corações dos presentes. Uma praça de alimentação promete reunir 10 restaurantes, além de food trucks. Drinques serão oferecidos em troca de agasalhos para doação.

Em entrevista ao Divirta-se, Gabriel, o Pensador disse que seu show terá “elementos de protesto e crítica social”, mas com “vibe de celebração”. Leia a seguir.

Que repertório preparou para BH?
Vamos tocar músicas de quase todos os meus oito discos, num show que tem elementos de protesto e crítica social em músicas que adoro cantar, como 'Até quando', 'Pátria que me pariu' e 'Lavagem cerebral', mas cuja tônica acaba sendo o alto-astral e a vibe de celebração, ainda mais por se tratar de uma festa. A gente tem muita música que a galera canta junto numa vibração positiva bem contagiante que me emociona e literalmente arrepia em quase todos os shows.

O que espera da reunião com BNegão e blocos de carnaval numa mesma festa?
Sempre gostei desse tipo de mistura de estilos variados, no estúdio ou nos palcos. Vai ser bom demais! Já fiz uma festa lá no Parque das Mangabeiras e adorei. Quero voltar no futuro com a minha festa, criada no ano passado, que se chama Ajoelhou Tem Que Rezar, e tem também esse espírito de confraternização musical.

Como vai o rap brasileiro?
Quando comecei, pouquíssimas pessoas sabiam o que era rap. Muitos nunca tinham ouvido nada rimado assim em português e quase ninguém sabia fazer um freestyle. Hoje, temos rappers em todos os cantos, cada um com a sua característica própria, e alguns artistas que, além de fazer rap, cantam melodias dentro do universo hip-hop de forma bem criativa, como o Criolo e o Rael. Acho que o rap vai bem.

O que vale a pena pensar no momento e por quê?
Penso em tantas coisas ao mesmo tempo que às vezes dá vontade de ficar um tempinho sem pensar em nada (risos), ir para bem longe e ficar 10 dias surfando. Mas sempre temos que pensar no que está acontecendo à nossa volta e em como podemos interferir para construir uma vida melhor, pensar nas nossas atitudes (e na falta de atitude). Pensar e pôr em prática ideias que levem a uma evolução pessoal e coletiva. Acredito nisso. Tenho filhos e sou movido pela vontade de plantar coisas boas pra eles e para quem vem depois. Muito antes de ter filhos, já pensava assim. Mas não adianta só pensar, você também tem que dizer. E não adianta só falar, você também tem que fazer.

JÂNGALOVE
Festa de dois anos do Jângal. Amanhã, a partir das 12h, no Parque das Mangabeiras (Av. José do Patrocínio Pontes, 580). Classificação: 18 anos. Ingressos: R$ 60 (inteira; primeiro lote) e R$ 80 e R$ 40 (meia), segundo lote. Vendas pela internet e nas lojas Farm (BH Shopping, Pátio Savassi e Diamond Mall).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA