Disco comemorativo da parceria entre Fernando Brant com Geraldo Vianna é lançado

Divulgação do trabalho foi adiada diante da morte de Brant, em junho

por Ailton Magioli 21/07/2015 09:36

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Myriam Vilas Boas/divulgação
Fernando Brant (1946-2015), a cantora Mariana Brant e o violonista Geraldo Vianna (foto: Myriam Vilas Boas/divulgação)
Um dos últimos textos escritos por Fernando Brant, a declaração de amor a Minas Gerais que permeia a abertura de cada canção do disco 'Mariana Brant interpreta Geraldo Vianna e Fernando Brant', da sobrinha do compositor, marca os 15 anos de parceria de Brant e Vianna, que ainda reserva outros materiais inéditos para o público.


Com lançamento agendado para o último dia 5 de julho, o show teve de ser adiado diante da morte repentina do poeta do Clube da Esquina. Brant morreu em 12 de junho, aos 68 anos, de complicações decorrentes de um transplante de fígado. O dia do nascimento do letrista (9 de outubro) deverá ser a nova data de encontro dos envolvidos no projeto. Vianna assina arranjos e direção musical. Mariana Brant (voz), Kiko Continentino (piano) e novamente Vianna (violão) completam o time, que se dá ao luxo de contar, ainda, com uma orquestra de cordas.

Longe de se considerar um cantor, função que costumava exercitar em shows, Fernando Brant mostra-se mais à vontade na declamação dos textos em que, além de temas como a reconhecida religiosidade mineira, ele  aborda a presença do trem no cenário do estado. Dona de agudo característico, marcante na MPB, a sobrinha Mariana diz gostar muito da parceria do tio com Geraldo Vianna.

“Eles conseguiram criar uma identidade diferente da de outros parceiros de meu tio”, acredita a cantora, que, paralelamente à carreira solo, exercita-se no trabalho da voz, já que é fonoaudióloga por formação. Depois de participar, como convidada, de projetos dos artistas Tavinho Moura (o livro-CD 'Maria do Matué – Rua do Cachorro Sentado') e do show 'Conspiração dos poetas', ao lado do tio e de Tavinho Moura, Mariana, enfim, estreia como solista no disco comemorativo dos 15 anos da parceria Brant-Vianna.

 

Assista ao clipe de 'Cinema':

 

 

 

“Cresci ouvindo esta música”, diz, a respeito da criação poética do tio, musicada por parceiros como Milton Nascimento, Tavinho Moura, Toninho Horta, Ronaldo Bastos, entre outros. “O que mais me atrai são as mensagens que ele deixa em suas letras”, elogia Mariana.

Geraldo Vianna diz que, além de outras canções inéditas com o poeta, ele ainda tem a peça, composta de uma fantasia e cinco movimentos, 'I Fioretti – Fantasia para um homem bom', inspirada em livro sobre a vida de São Francisco de Assis, escrito por amigos dele, na Idade Média. A ideia do compositor é levar a peça para o palco, com dois violões e uma voz (Bárbara Penido é a cantora escolhida), além de uma orquestra de cordas.
 
Distribuído pela Tratore, 'Mariana Brant interpreta Geraldo Vianna e Fernando Brant' reúne nove canções do repertório inédito de Brant e Vianna, entre as quais 'Pavane', de Gabriel Fauré, letrada pelo poeta. 'Cinema', 'Carpe diem', 'Estação Caymmi' (originalmente feita para o show homônimo, com o Trio Amaranto), 'O beijo', 'Falso chorinho', 'A travessia', 'Muchino riá congo' e 'Trem' completam a relação. Disponibilizado via YouTube, o clipe de 'Cinema' conta com a participação de Fernando Brant.

HOMENAGEM

A música de Fernando Brant e do Clube da Esquina será homenageada às 19h de hoje, no Museu Inimá de Paula (Rua da Bahia, 1.201, Centro), onde o Coral Lírico de Minas Gerais interpretará clássicos como 'Ponta de areia', 'Bailes da vida' e 'Paula & Bebeto', em medley dedicado a Milton Nascimento e seu parceiro. Sob a regência do maestro Lincoln Andrade, o coro vai lembrar a trajetória de um dos maiores nomes da música mineira, com arranjos do próprio Lincoln e de Fred Natalino. A entrada é franca. Mais informações: (31) 3236-7400.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA