Meninas de Sinhá lança primeiro DVD com show em Belo Horizonte

Grupo homenageia a líder, Valdete da Silva Cordeiro, morta em 2014, com novo trabalho

por Ailton Magioli 10/07/2015 10:28

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Sérgio Falci/Divulgação
(foto: Sérgio Falci/Divulgação)
Especialmente composta por Ephigênia Lopes para ajudar as companheiras a superar a perda da líder Valdete da Silva Cordeiro, morta em janeiro de 2014, aos 76 anos, 'Xô, tristeza' é um dos momentos tocantes do DVD 'Daqui do alto', que o grupo Meninas de Sinhá lança amanhã à noite, no Teatro Bradesco. Anteriormente, elas gravaram os CDs 'Tá caindo fulô' (2007) e 'Na roda da vida' (2011).


A gravação do primeiro DVD teve de ser cancelada devido à internação de dona Valdete. Posteriormente, o show foi registrado ao vivo e integra o documentário musical do Meninas de Sinhá, que ganhou cenas externas. À líder, no entanto, coube o privilégio de contar a história do grupo, com imagens registradas na comunidade de onde elas vieram: o Alto Vera Cruz, na Região Leste da capital mineira.

ROTEIRO As cenas vão do Alto Vera Cruz à Paróquia de Nossa Senhora da Piedade, em Piedade do Paraopeba (Brumadinho), na Grande BH, passando pelo Teatro Bradesco, onde ocorreu o show do DVD, além do Hospital da Baleia, Praça 7, Feira das Flores (no Bairro Santa Efigênia) e da linha de ônibus 9407, que liga o Alto Vera Cruz ao Centro. As imagens se alternam com a colorida maquete de Ângelo Vinicius Ferreira de Andrade, peça que integrava a 'Mostra de presépios BH 2012', promovida pela Fundação Municipal de Cultura (FMC).

Com repertório autoral e de domínio público que privilegia cantigas de roda, o Meninas de Sinhá segue encantando plateias de todas as idades, como prova o DVD. Sob direção de cena de Raquel Alvarez e direção musical de Carlinhos Ferreira, as cantoras receberam vários convidados, entre eles Gal Duvalle e Flávio Renegado, o rapper criado no Alto Vera Cruz, que gravou suas cenas na Praça 7.

Com a sede recém-inaugurada depois de obras viabilizadas com recursos do Fundo Municipal de Cultura de Belo Horizonte, o Meninas de Sinhá retoma a rotina nos palcos paralelamente à vida das integrantes em sua comunidade. Aliás, elas fazem questão de incentivar o grupo Netinhas de Sinhá, formado pelas próprias netas.

'Sapatinho branco', 'Balé francês', 'Tá caindo fulô', 'Laranjeira' e 'Oh! que noite tão bonita' são algumas das canções de domínio público do DVD, que conta ainda com faixas de autoria de Gal Duvalle ('Rainha do morro') e de Ephigênia Lopes. Outro convidado é Rubinho do Vale ('Zabelê'). A vertente popular do trabalho desse cantor e compositor combina perfeitamente com a trajetória do Meninas de Sinhá.

Além do canto, o grupo de senhoras se destaca pela realização de oficinas de vivências, nas quais, além de brincadeiras, elas apresentam números de dança.

 

AS GAROTAS
O grupo Meninas de Sinhá reúne 25 mulheres de 52 a 94 anos. Paralelamente às atividades domésticas, elas se dedicam a cantar para superar os problemas enfrentados tanto na vida quanto em sua comunidade, o Alto Vera Cruz, na Região Leste da capital. A mais nova delas, que acaba de chegar, é Etelvina Maria Rodrigues, de 52.

 

MENINAS DE SINHÁ
Lançamento de Daqui do alto. Sábado, às 20h. Teatro Bradesco, Rua da Bahia, 2.244, Lourdes. Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). O DVD será vendido no local a R$ 20. Informações: (31) 3516-1360.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA