Banda A Fase Rosa abre BH Rock Week nesta terça

Ao todo, vinte e seis bandas vão passar pela capital até o dia 13 deste mês

por Estado de Minas 07/07/2015 09:27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
TIAGO NUNES/DIVULGAÇÃO
Grupo A Fase Rosa, destaque da abertura do evento em BH (foto: TIAGO NUNES/DIVULGAÇÃO)
Vinte e seis atrações participam da primeira edição da BH Rock Week, que começa hoje e vai até dia 13, no Dia Mundial do Rock. Os shows vão se dividir em duas casas da Savassi, CCCP e Vinnil, além do quarteirão da Status, cujas apresentações terão entrada franca.

Entre as atrações estão bandas em ascensão no cenário indie local, como Lupe de Lupe, Tempo Plástico e The Junkie Dogs, e veteranas da capital como Pato Fu e Tianastácia. A programação tem início hoje, no CCCP, com os shows de Hotel Catete, Zevinipim e A Fase Rosa. No mesmo local, amanhã, as atrações serão Dolores 602 e Boogarins. Já na quinta, os shows de O Grito, Tempo Plástico e The Junkie Dogs serão no Vinnil.

A partir de sexta, as apresentações serão no Quarteirão da Status. Entre as atrações estão Preto Massa, Gabi Mello, Zimun, Dibigode, Sideral. Já na segunda, o Pato Fu se reúne aos gaúchos da Cachorro Grande para celebrar a data.

E há um outro programa para além dos shows. Também no dia 13, às 15h, no CCCP, será lançado o documentário Sem dentes: 'Banguela Records e a turma de 94'. Dirigido por Ricardo Alexandre (o autor do livro-reportagem 'Dias de luta', sobre o rock dos anos 1980), ele conta a história do selo bancado pela Warner Music e dirigido pelos Titãs e por Carlos Eduardo Miranda (que virá a BH para a exibição).

Foi na Banguela que Raimundos, Mundo Livre S/A, entre outros, foram lançados. E 1994 foi o ano em que foi lançado o disco de estreia de Chico Science & Nação Zumbi e também registrados os álbuns de estreia de Pato Fu e Planet Hemp.
 
Fora do eixo

A Banguela Records durou apenas dois anos. Mas o selo lançou alguns dos álbuns definidores da geração 90. Além dos discos de Raimundos e Mundo Livre (o hoje clássico Samba esquema noise), o selo, sempre procurando sair do eixo Rio/São Paulo, lançou outras bandas de Brasília (Maskavo Roots entre outras) e Rio Grande do Sul (Graforréia Xilarmônica). Também pelo selo saíram algumas coletâneas de novos grupos do Paraná e de São Paulo. Com o fim do Banguela, em 1995, o projeto passou a ser desenvolvido pela Excelente Discos, ligado à então todo-poderosa Polygram.
 
BH ROCK WEEK
Desta terça ao dia 13, no CCCP, Rua Levindo Lopes, 358; Vinnil, Rua dos Inconfidentes, 1.068, e Quarteirão Status, Rua Pernambuco, 1.150, Savassi. Informações: (31) 3223-2916. Ingressos para os shows em casas noturnas: R$ 10. No quarteirão fechado, a entrada é franca.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA