Festival reúne covers de Elvis Presley em BH

Atrações confirmadas virão de São Paulo e do Rio Grande do Sul. Shows acontecem na sexta e sábado

por Ailton Magioli 25/06/2015 09:26

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Fotos: Acervo pessoal
Di Presley vai relembrar os sucessos setentistas do cantor Elvis Presley (foto: Fotos: Acervo pessoal)
Atrações de Porto Alegre (Di Presley) e São Paulo (Adam Presley, Elvisback Big Band e Heitor Crespo) vão animar o Elvis Fest Minas, cuja segunda edição será realizada amanhã e sábado, no Teatro Alterosa, em Belo Horizonte. Estarão em cena homenagens ao ídolo do rock’n’roll, cuja consagrada trajetória atravessa décadas como a (re) afirmar a máxima de que Elvis, realmente, vive.

Que o diga o cover Di Presley. Depois de vencer os principais festivais do gênero mundo afora revivendo o ídolo, ele se prepara para disputar o maior deles, realizado nos Estados Unidos. Com pouquíssimos ingressos para sábado, o Elvis Fest Minas será aberto amanhã comshow em que cada atração representará o ídolo em fases distintas de sua trajetória.

VOLTA

Enquanto Di Presley representa o Elvis dos anos 1970, Adam Presley se responsabiliza pelas décadas de 1950 e 1960 – sobretudo quando o cantor decidiu voltar aos palcos, em 1968, depois de passar anos se dedicando ao cinema. A banda Elvisback Big Band, cujo guitarrista é Heitor Crespo, acompanha os dois.

Adam Presley, de 25 anos, conta que a carreira como cover de Elvis Presley surgiu por acaso, em 2006. “Comecei assistindo a eventos de fã-clubes e fui me motivando a fazer shows ao vivo com banda”, diz o cantor paulista.

Classificado em terceiro lugar em um festival de covers norte-americano, Adam optou por se dedicar ao período da carreira do ídolo que melhor se adaptava à sua idade. Daí a preferência por Elvis Presley mais jovem, que brilhava na música e, principalmente, no cinema.

O Elvis Fest Minas é uma realização do Fã-Clube Elvis Uai, presidido pelo produtor Paulo Bonfim. Parte da renda será revertida para o Instituto Novo Céu, que funciona no Bairro Jardim Laguna, em Contagem, atendendo crianças com paralisia cerebral.

A primeira edição do festival, ocorrida no ano passado, reuniu cerca de 500 fãs de Elvis Presley no Clube dos Oficiais da Polícia Militar de Minas Gerais, na capital. Agora, a expectativa é esgotar as entradas para as duas noites no Teatro Alterosa, que tem capacidade para receber 320 pessoas.

Segundo Paulo Bonfim, o fã-clube mineiro reúne cerca de 150 admiradores do cantor americano. A página oficial do grupo soma cerca de 3 mil acessos.

Ícone do século 20

Ícone da cultura pop, Elvis Presley (1935-1977) ajudou a construir o imaginário do século 20. Cantor e ator, ele influenciou a maneira de vestir, falar, dançar e de se comportar de jovens de todo o mundo – ganhou até o apelido Elvis The Pelvis, com suas coreografias sensuais e calientes. Garoto pobre criado no Sul dos Estados Unidos, Elvis Aron Presley começou a chamar a atenção em 1954. Fez sucesso nos palcos e no cinema. Enfrentou a decadência no fim da vida, engordou, mas deixou como legado um exército globalizado de covers.

ELVIS FEST MINAS II

Sexta e sábado, às 21h. Teatro Alterosa, Avenida Assis Chateaubriand, 499, Floresta. Ingressos: R$ 100, R$ 70 e R$ 56. Informações: (31) 3237-6611.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA