Marcelo Jeneci se apresenta na Praça da Liberdade em show gratuito

Artista comemora oportunidade de se apresentar em festival no domingo. "No caso da apresentação de graça, há algo meio catártico".

por Ana Clara Brant 05/06/2015 09:08

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcos Hermes/divulgação
(foto: Marcos Hermes/divulgação)
“O melhor da vida é de graça”, assegura Marcelo Jeneci. A frase faz parte da canção que dá nome a seu último álbum, resumindo bem o espírito do show que o cantor e compositor paulista fará domingo na Praça da Liberdade, em BH. A apresentação é parte da edição 2015 do projeto Momentos Aymoré. O festival trará também a banda mineira Dibigode, o músico Lenis Rino e a cantora Luê.


Apesar de gostar de cantar e tocar em qualquer situação, Jeneci não esconde: fica muito feliz quando o show é gratuito. A energia é diferente, explica. “Só você subir no palco já é uma coisa abençoada, mágica. Mas, no caso da apresentação de graça, há algo meio catártico. Ali, se reúnem pessoas que geralmente não têm condições de pagar. Rola uma coisa bem especial mesmo, há uma luz”, acredita.

O repertório será focado no disco 'De graça', que, curiosamente, teve o primeiro show de sua turnê nacional realizado no Sesc Palladium, em BH, no fim de 2013. “Adoro Minas e os mineiros. Nunca vi um povo tão legal assim: o jeito hospitaleiro, a música, a gastronomia. É bacana voltar a BH depois daquela estreia e de tudo o que houve, de o disco ter sido bem reverberado pelo público e pela crítica”, comenta.

O segundo CD do artista – o primeiro é 'Feito pra acabar' (2010) – foi indicado ao Grammy Latino de melhor álbum de MPB (2014) e rendeu a Jeneci o prêmio de melhor compositor de 2014 concedido pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). O músico conta que praticamente todos os shows da turnê tiveram ingressos esgotados. “Nesse um ano e meio, a estrada trouxe progresso em vários sentidos. A volta a Belo Horizonte vai mostrar como as coisas foram amadurecendo. Tanto é que agora estamos preparados para transformá-lo em DVD, algo que nunca pensei na minha carreira. Muita gente pede pra ver esse espetáculo em casa. Estou muito nessa vibe de gravar”, anuncia.

A abertura da tarde ficará a cargo da banda instrumental mineira Dibigode. O quinteto vai apresentar seu último álbum, 'Garnizé'. Gabriel Perpétuo (guitarra), Vicente França (guitarra), Guilherme Peluci (saxofone), Antônio Vinícius (baixo) e Tiago Eiras (bateria) formam o grupo.

Lenis Rino, que subirá ao palco acompanhado da cantora Luê, é produtor, baterista e um dos grandes responsáveis pela difusão do maracatu de baque virado em Minas.

MARCELO JENECI, DIBIGODE, LUÊ E LENIS RINO
Domingo, a partir das 16h. Praça da Liberdade, Funcionários. Entrada franca.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA