Mariene de Castro traz a BH seu show 'Lindeza'

Ao lado do percussionista Marco Lobo, artista revisita o lado B de sua carreira e recebe Vander Lee como convidado

por Mariana Peixoto 05/06/2015 09:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
ADRIANO FAGUNDES/DIVULGAÇÃO
A baiana radicada no Rio de Janeiro e ex-Timbalada Mariene de Castro comemora 15 anos de carreira solo (foto: ADRIANO FAGUNDES/DIVULGAÇÃO)
Dezessete anos atrás, Mariene de Castro chegou ao Rio de Janeiro, vinda de Salvador, para estudar canto. A primeira pessoa a recebê-la foi o percussionista Marco Lobo, que a levou para assistir, no Teatro Rival, a um show de Chico César. Ficaram amigos desde então, mas nunca estiveram juntos no palco.


Até que, dois meses atrás, Lobo a convidou para cantar em um projeto dele, que teria dois shows em Florianópolis. Durante toda a apresentação, que contou ainda com o pianista Rafael Vernet, chamou Mariene de “minha lindeza”. O apelido pegou, o público a chamou assim. Depois dessa primeira experiência, Mariene resolveu montar um show com Lobo. Nada mais natural do que chamá-lo 'Lindeza'.

A estreia será hoje, em Belo Horizonte. Além dos dois músicos, a banda ainda conta com Gusto Wirtt no baixo e Bóka Reis na percussão. “Naquele show (o de Florianópolis), pude experimentar meu lado mais de intérprete do que de sambista”, diz Mariene. O show também marca o início das comemorações de seus 15 anos de carreira – solo, na verdade, já que ela começou a cantar ainda adolescente, na década de 1990, na Timbalada.

“Vou rememorar canções que cantei  em algum momento, mas nunca gravei. São lados Bs da minha carreira”, conta ela, exemplificando com 'Flor de ir embora', de Fátima Guedes, “uma cantora que ouvi muito durante minha formação”, e 'Sinfonia da paz', de Altay Veloso, que ela cantou com ele durante uma edição do Prêmio da Música Brasileira.

“Vou cantar também alguns sambas do meu repertório, como 'Ilha de maré', de 'Abre caminho' (2005), meu primeiro disco. Foi com aquele disco que ganhei o Prêmio Tim de Música (disco regional). Foi um álbum independente, que teve uma tiragem de apenas mil cópias. Então, é uma alegria relançá-lo agora.”

Aqui, o show também vai ter um sotaque mineiro. Depois de dividir o palco com Vander Lee em algumas ocasiões, Mariene o convidou para participar desta estreia. Para ela, 'Lindeza' é um projeto paralelo aos seus outros trabalhos. Em agosto, grava no Parque da Cidade, em Salvador, com sua própria banda, DVD comemorativo desta primeira década e meia.

 

NA TELONA
O ano de 2015 está sendo realmente especial para Mariene. Além da estreia de Lindeza e da gravação do DVD no início do próximo semestre, ela ainda se prepara para o lançamento de 'Quase samba', filme de Ricardo Targino que chega aos cinemas no dia 11. Na história, ela é Teresa, cantora de rádio da periferia. Em seu último mês de gravidez, ela (e o destino do bebê) é disputada por três homens.

 

MARIENE DE CASTRO
Show Lindeza. Sexta, às 21h, no Teatro Bradesco, Rua da Bahia, 2.244, Lourdes, (31) 3516-1360. Ingressos: R$ 70 e R$ 35 (meia).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA