Criolo é atração neste fim de semana em Nova Lima

Em fase "zen", rapper paulista sobe ao palco na grande BH com convidados como o grupo Baianas Ozadas, DJ Jahnu e Maurinho Lobo

por 08/05/2015 09:36

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Caroline Bittencourt/Divulgação
Cantor e compositor convidou mineiros para o palco, que será montado em Macacos, Nova Lima (foto: Caroline Bittencourt/Divulgação)
Voz da renovação do rap, Criolo vive um momento zen, de busca constante pelo equilíbrio e pela comunhão de forças positivas. Foi assim que o cantor construiu seu último disco, 'Convoque seu Buda', lançado no fim do ano passado. “Buda é uma energia, um pensar. Pensar Buda é uma intenção, pensa numa coisa boa”, explica. Neste sábado, Criolo sobe ao palco do Bar do Marcinho, em Macacos, distrito de Nova Lima, na Grande Belo Horizonte, para apresentar o repertório do álbum. Participam do show com o cantor, Baianas Ozadas, DJ Jahnu e Maurinho Lobo.

'Convoque seu Buda' dá continuidade ao aclamado Nó da orelha, de 2011. Com 10 faixas, é uma imersão do músico no que há de mais popular na música brasileira. Rap, samba, rock, reggae e forró são alguns dos gêneros pelos quais Criolo passa. Mas para o rapper não deve ter sido tão difícil. Caetano Veloso, Tom Zé, Milton Nascimento e – atualmente, durante uma turnê em homenagem a Tim Maia – Ivete Sangalo são nomes com quem já dividiu o microfone. Com o mineiro do Clube da Esquina, fez uma série de shows no ano passado e escreveu uma canção para o novo álbum de Gal Costa. “A amizade com Milton foi um dos maiores presentes que a vida me deu. Um irmão que ganhei. Fazer a música pra ele foi especial”, conta.

A pluralidade de Criolo mostra seu amadurecimento como músico e derruba barreiras musicais em seu trabalho. “Vivo de música e permito possibilidades, é uma arte maravilhosa. O rap me ensinou muito a conectar com muitas pessoas, a encontrar um caminho”, pontua. 'Convoque seu Buda', 'Esquiva da esgrima' e 'Plano de voo' são canções que carregam a origem artística do cantor, com rimas sobre desocupações violentas que ocorreram em São Paulo e citação de ídolos. Assim como Nó na orelha, o novo trabalho foi produzido por Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral.


Criolo

Sábado, a partir das 20h. Bar do Marcinho (Estrada Macacos, s/nº, Nova Lima, (31) 3581-3736 ). R$ 70 (ingressos à venda na loja Reggae Nation, Rua Fernandes Tourinho, 19, Savassi).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA