'Reinado' de Anitta é ameaçado por nova funkeira carioca

Conheça a cantora e compositora de 20 anos que está sendo treinada para ser uma nova diva do funk

por Marina Simões 16/04/2015 10:03

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
(foto: Divulgação)
A música 'Posso ser', de Lexa, foi lançada em fevereiro e já aparece na quinta posição na lista das mais tocadas nas rádios do Recife, segundo o ranking da Crowley Broadcast Analysis. A nova voz por trás da letra desaforada é da funkeira carioca de 20 anos, Léa Araújo, nome de batismo. Recém-lançada na mídia - há pouco mais de três meses - a carreira de Lexa é vinculada à produtora K2L, a mesma que revelou a cantora Anitta.

Lexa ganhou repercussão na web através de vídeos covers de Lulu Santos, Marjorie Estiano e Demi Lovato. "Hoje em dia o cover está com tudo. Fiz na intenção de mostrar que sei cantar outros estilos. O mal da galera que canta funk é que os outros acham que eles não sabem cantar. Com os vídeos, mostro que sou uma cantora, não tem afinador, foi a voz mesmo", explica a funkeira em entrevista, nesta quarta-feira.

A garota foi descoberta pelo produtor carioca Batutinha, que resolveu apostar em um novo rostinho para ser o próximo sucesso. A intenção é  transformá-la em uma nova diva do funk. Para isso, Lexa faz aulas de canto, inglês, piano, terapia, coach, ensaios, viagens e entrevistas em televisão e nas rádios brasileiras. "Temos uma visão avançada de cuidar da artista como um todo, faz parte da nossa estratégia", explica Rafael Brahma, da K2L.

A família de Lexa tem ligação com a música. A mãe é produtora e padrasto músico e ela foi incentivada desde cedo a tocar piano, além de já compor as próprias músicas. "Digo que meu primeiro amor é cantar e o segundo é tocar piano".

Lexa foi apelido que ganhou da mãe. Ela concluiu a escola e chegou a iniciar dois cursou superiores de engenharia e contabilidade, mas decidiu trancar para se dedicar à carreira. "Costumo dizer que o seguimento do funk que me escolheu. Sempre fui fã de Claudinho e Buchecha. Seria isso, não tive como fugir", explica.

As inspirações vêm de fontes variadas. "Sou apaixonada pela Sandy, Ivete Sangalo e de fora, a Katy Perry, Demi Lovato e Michael Jackson", conta.

O clipe 'Posso ser' já contabiliza 1 milhão de visualizações no YouTube e têm alcançado boas posições nas rádios do Brasil, perdendo apenas para as faixas dos sertanejos. "Estou muito feliz com a receptividade do público em todos os locais que estou indo", disse.

O primeiro disco será lançado em junho e algumas faixas vêm sendo divulgadas na web como 'Para de marra', 'Maravilha', 'Disponível', 'Pior que sinto falta', 'Mensagem' e 'Maravilha'.

Confira o clipe Posso ser, de Lexa:
 
 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA