Information Society desperta nostalgia dos anos 1990 com o disco 'Hello world'

Banda que foi ícone do synthpop há 20 anos retorna à formação original com álbum de inéditas

por Kiko Ferreira 25/12/2014 14:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

 Site oficial - Banda Information Society
(foto: Site oficial - Banda Information Society )
Ao ouvir as notas de 'Hello world', primeiro álbum do line up clássico do Information Society em 20 anos, vêm à memória as meninas vestidas de preto e bolsas “merendeira”, as conexões da 107 FM nas noites de domingo, a Guilden na Avenida Prudente de Morais e Eduardo Bonádio nas picapes daquelas noites regadas a Erasure, New Order e Depeche Mode.

 

Confira o clipe de 'Land of the blind', nova do Information Society:

 

 

O Brasil, país em que foi mais bem recebido do que em qualquer outro, com músicas nas trilhas de novelas e lugar de honra no line up do Rock in Rio 2, sempre mereceu consideração especial do grupo, criado no fim dos anos 1980 em Minneapolis, nos Estados Unidos. Fazendo as contas, já são mais de três décadas de estrada.

COVER

Com 10 faixas inéditas e um cover de 'Beautiful world', do Devo, com direito a dueto com o herói e ídolo Gerald V. Castle, 'Hello world' traz o mesmo synthpop de patins que criou hits como 'What’s on your mind', 'Repetition', 'Think' e 'Running'. O primeiro single, 'Land of the blind', estreou na trilha da novela 'Império', mas poderia ter saído dos elepês das trilhas de 'Perigosas peruas' ou 'Gente fina'.

Paul Robb (produção e sintetizadores), Kurt Lason (vocais) e James Cassidy (baixo) mandam um synthpop mesclado com house music, freestyle e outras vertentes da e-music. O som dos rapazes ressurge com timbres bem marcados e pegada que lembra “um zigue-zague entre avenidas”, como já disse alguém.

Information Society ainda é capaz de fazer dançar o mais preguiçoso dos corpos. E também sobrou espaço para uma balada clássica de FM, 'Tomorrow the world', que poderia ter sido cantada por Elvis Presley ou Tom Jones. Como diz uma das letras, “em terra de cego, quem tem um braço é rei”.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA