Roberta Miranda regrava canções de Roberto Carlos: ''chorei muito''

Cantora reúne 12 sucessos do Rei em 'Roberta canta Roberto'; ela confessa sua paixão de fã, que sempre alimentou o sonho de um dia se aproximar ou tirar uma foto com o ídolo

por Eduardo Tristão Girão 14/12/2014 08:59

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Fabio Zanzeri/Divulgação
(foto: Fabio Zanzeri/Divulgação)
A cantora Roberta Miranda conta que, quando adolescente, infiltrou-se certa vez na multidão de fãs que costumava aguardar a saída do cantor Roberto Carlos de onde quer que ele estivesse. No meio de tanta gente, desesperada para chegar perto do ídolo, tocar ou tirar uma foto com ele, foi empurrada e derrubada. "Era coisa de uma mulher arrancando o cabelo da outra. Chorei muito, fiquei frustrada. As canções dele embalavam muito namoros meus e pensava assim: 'um dia, chego nele'", lembra ela.

Essa é apenas uma das muitas lembranças de Roberto que a artista carrega e que, agora, vêm à tona graças ao lançamento de 'Roberta canta Roberto', disco em que se dedicou a interpretar 12 canções do Rei, a maioria delas escrita com o parceiro Erasmo Carlos. Estão lá faixas como 'Fera ferida', 'Do fundo do meu coração', 'Eu te darei o céu', 'Quando eu quero falar com Deus', 'Se você pensa', 'Nossa Senhora' e 'Quando' – esta última com o baterista Dudu Braga (que também canta), filho de Roberto, e sua banda RC na Veia.

“Surpreendi-me com a voz do Dudu, rouca e poderosa. É linda”, elogia Roberta. A cantora afirma que, apesar de ter consciência do caráter romântico do repertório, quis que o disco também tivesse boa dose de balanço. Não por acaso, estão na “cozinha” dois músicos de peso, o baixista André Vasconcellos e o baterista Jurim Moreira. Curiosidade: a artista revela preferir não ter banda fixa, deixando essa parte na mão de Caixote, maestro e arranjador que a acompanha há anos.

A escolha dos instrumentistas que foram para o estúdio foi feita por Guto Graça Mello, que assina a produção musical do disco. A cantora conta que fazer um álbum só com músicas de Roberto era sonho seu há cerca de 20 anos, e que a produção do trabalho foi feita em constante contato com o equipe do Rei. “Fiz tudo com o aval dele, e faço isso dessa forma com ele há muitos anos. É preciso respeitar o ídolo. Ele é maravilhoso e graças a esse respeito, percebeu que poderíamos fazer esse trabalho”, conta.

 

Confira versão de Roberta para 'Se você pensa':


Telefone

Essa postura se aplica, inclusive, à escolha do repertório, tarefa para a qual a cantora contou com a preciosa ajuda de Edu de Oliveira, engenheiro de som de Roberto. O único contato entre ele e Roberta foi por telefone, para esclarecer mal-entendido sobre o uso do primeiro nome dele no título do disco. Por um momento, a artista sentiu certa tensão no ar, o que rapidamente foi desfeito pelo Rei: “Ele me disse que não atrapalharia meu trabalho e que, no dia seguinte, daria o OK”.

O desfecho da situação não seria diferente, visto que a relação entre os dois artistas é antiga e pautada pela cordialidade. Ela nunca deixou de gravar canções dele, já participou de um de seus especiais para TV e teve a honra de incluir em seu mais recente DVD depoimento dele que até hoje a deixa lisonjeada. “Em 1986, levei a capa do meu primeiro disco para ele autografar e dar sorte. Ele disse que esperaria sair nas lojas para que eu autografasse um para ele”, conta.

“A responsabilidade de cantar Roberto é muito grande. Chorei muito cantando 'Do fundo do meu coração' neste disco e tenho me emocionado constantemente em entrevistas. Faço análise há 18 anos e meu analista disse ter percebido que algumas canções eu cantei para o Roberto. No inconsciente, algumas eram mesmo”, desabafa.

Cinebiografia
Roberta Miranda revela que foi procurada por dois diretores, ambos interessados em realizar filme sobre sua vida. “Com um deles, tenho essa conversa há alguns anos. Recentemente, no Rio de Janeiro, conversei com um diretor e um roteirista. Estamos analisando isso. É uma história muito rica”, conta. Por enquanto, há apenas uma certeza: ela não quer aparecer como atriz na produção. “Jamais faria isso”, finaliza.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA