Há 55 anos, Brasil perdia o maestro Heitor Villa-Lobos

Compositor ficou famoso pela forma genuína de fazer música. A data de nascimento do carioca é celebrada pelo Dia Nacional da Música Clássica, em março

por Correio Braziliense 18/11/2014 16:05

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
 Acervo pessoal
Na Semana de Arte Moderna, em 1922, o músico apresentou composições como 'Segunda sonata', 'A fiandeira' e 'Num berço encantado' (foto: Acervo pessoal)
Um dos mais consagrados compositores da música brasileira, Heitor Villa-Lobos foi vitimado por um câncer há 55 anos, no Rio Grande do Sul. O filho de Noêmia Monteiro Villa-Lobos e Raul Villa-Lobos é conhecido pela linha modernista na música, arte na qual desempenhou uma verdadeira busca pela linguagem sonora brasileira.

O maestro participou da revolucionária Semana de Arte Moderna, em 1922, quando apresentou no Teatro Municipal de São Paulo composições como 'Segunda sonata', 'A fiandeira' e 'Num berço encantado'.

No Brasil, a data de nascimento do músico é celebrada pelo Dia Nacional da Música Clássica. Ele nasceu no dia 5 de março de 1887, no Rio de Janeiro.

A habilidade musical de Villa-Lobos começou em casa, quando seu pai, Raul, ensinou o menino a tocar viola. Com a perda do pai, aos 12 anos, Heitor já se apresentava nos teatros tocando outro instrumento pelo qual levava "jeito", o violoncelo.

Em maio deste ano, o carioca ganhou um espetáculo em sua homenagem: 'O nosso Villa - um musical Villa-Lobos'. No enredo, a mostra contava com quinze músicas de Villa-Lobos. 'O trenzinho do caipira', 'Bachianas brasileiras', 'Uirapurú' e 'Sonhar' são algumas criações famosas do artista.

Ouça a composição 'Bachianas brasileiras':


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA