Roberta Sá faz show no Mirante Olhos D'água

Cantora vai se apresentar no projeto Vivo Open Air

por Ailton Magioli 14/11/2014 11:51

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Maurício Santana/divulgação
(foto: Maurício Santana/divulgação)
Cada dia mais atraída pelo samba, Roberta Sá chega a Belo Horizonte, amanhã à noite, para se apresentar no projeto Vivo Open Air, que tem apoio cultural do Estado de Minas. Provavelmente, o público assistirá à última récita na cidade do show 'Segunda pele', que marcou o lançamento do quinto disco solo da cantora potiguar, em 2012.


Recém-saída de turnê nacional de seis meses ao lado de Alcione, Martinho da Vila e Diogo Nogueira, Roberta atribui a ligação dela com o samba ao fato de ter sido criada no Rio de Janeiro, onde ele sempre foi muito forte. “O fim da minha adolescência foi em pleno boom da Lapa. Fora o que ouvia em minha casa, ao lado da família”, recorda. Roberta diz que a ligação com o gênero lhe dá muito prazer, embora não apresente propriamente um show de sambista. “Os arranjos são diferentes, embora esteja muito ligada ao samba”, explica.

Acompanhada de banda formada por Rodrigo Campello (violão-tenor, guitarra, arranjos, programações e direção musical), André Rodrigues (baixo), Elcio Cáfaro (bateria), Diogo Gomes (trompete) e Eduardo Neves (sax-tenor e flauta), Roberta interpreta canções de Caetano Veloso ('Deixa sangrar'), João Cavalcanti ('O nego e eu') e do trio Moreno Veloso, Quito Ribeiro e Domenico Lancellotti ('A brincadeira').

Pedro Luís (No bolso) e Jorge Drexler (Esquiras) também estão no show, assim como sucessos de discos anteriores dela. De Braseiro, que está completando uma década, a Segunda pele, a potiguar construiu uma elogiada trajetória, que inclui os CDs solo Quando o canto é reza, dedicado à música de 'Roque Ferreira', e 'Que belo estranho dia para se ter alegria'.

Já colhendo repertório para o sexto disco, ela não esconde a admiração pelo trabalho de compositores como Toninho Geraes, belo-horizontino radicado no Rio de Janeiro que também vem colhendo frutos na seara do samba.

“O sexto disco é muito diferente do primeiro, porque você fica mais calma e, ao mesmo tempo, mais exigente consigo mesma”, compara, revelando o temor de se repetir. “Tenho escutado muita coisa inédita”, diz Roberta, salientando a preferência por autores que ainda não gravou.

FILMES Até dia 30, o projeto Vivo Open Air levará atrações musicais e cinema ao Mirante Olhos d’Água. A tela gigante de 352 metros quadrados – a maior do mundo – foi estendida ao ar livre para exibir clássicos da sétima arte.

Se chover, capas de plástico serão distribuídas. O palco para shows foi instalado dentro de uma tenda. Dia 21, o cantor e compositor Otto será a atração musical do evento.

VIVO OPEN AIR

HOJE
20h50: Curta-metragem 'Linear'
21h – Filme: 'Curtindo a vida adoidado'
23h – Festa Ploc
AMANHÃ
19h – Sérgio Danilo Sax
20h50 – Curta: 'Fuga animada'
21h – Filme: 'Trapaça'
23h30 – Show de Roberta Sá
DOMINGO
20h – Filme: 'Malévola' (legendado)

>> Mirante Olhos d’Água. Rua Gabriel de Melo, Bairro Olhos d’Água, (31) 4003-1212. 1º lote: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada), com direito ao filme, show e festa. Ingressos exclusivos para atrações musicais: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Vendas on-line. Confira a programação completa pela internet.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA