Sá e Guarabyra se unem a Beto Guedes em show que vai privilegiar clássicos

Repertório terá toques de mineiridade e improvisos não estão descartados

por Ana Clara Brant 13/11/2014 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Festival Musica do Mundo/Divulgação
O baiano Guarabyra, e o carioca Sá mostram influências em comum com o mineiro Beto Guedes (foto: Festival Musica do Mundo/Divulgação)
Certa vez, o trio Sá, Guarabyra e Zé Rodrix estava se apresentando em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte e começou a tocar 'Dona'. No palco, o som tinha apenas voz, violão e teclado. De repente, escutaram uma bateria ao fundo. “A gente não entendeu nada. Olhamos para trás e era Beto Guedes, grande multi-instrumentista, quem estava tocando. Rimos à beça”, relembra Sá. Essa foi apenas uma das vezes em que os músicos se encontraram. No fim dos anos 1990, chegaram a fazer turnê por várias cidades do interior mineiro e também pelo Rio de Janeiro e São Paulo. Depois de tantos anos, vão subir ao palco juntos novamente agora, no projeto Circuito Brasil Musical. Será nesta quinta-feira à noite, no Sesc Palladium. Desta vez sem Zé Rodrix, que morreu em 2009. “É boa essa convivência, esse tipo de iniciativa, ainda mais entre amigos. Nós e Beto temos algumas influências em comum, apesar de trilhar caminhos diferentes”, afirma Sá.

O artista diz que o cantor e compositor, um dos integrantes do Clube do Esquina, é mais lírico e, ao mesmo tempo, moderno e atento a tudo o que está ocorrendo. “Guarabyra é um baiano da beira do rio, do Vale do São Francisco, que é quase da mesma origem de Beto Guedes. Sou carioca mas fui encontrar Guarabyra em Minas. Ouvimos as raízes da música mineira, a chamada música caipira. Esse é um denominador em comum”, destaca.

No show de logo mais, cada um fará apresentação separadamente; depois, haverá o grande encontro. Enquanto Beto deve tocar clássicos como 'Sol de primavera', 'Amor de índio', 'Maria solidária' e 'Luz e mistério', entre tantas outras, como não vão faltar sucessos como 'Dona', 'Sobradinho',' Roque Santeiro' e 'Espanhola' na apresentação da dupla Sá & Guarabyra. “Como tem um tempo que não tocamos juntos, pode até ser que haja improvisos. Mas não podemos abandonar os hits porque a gente sempre descobre uma maneira diferente de cantar e tocar. Vamos também mostrar coisas que nunca foram apresentadas em BH”, conta Sá, que escolheu a cidade para morar há 9 anos.

O músico diz que sempre gostou muito da cidade e quando se casou com uma mineira de Montes Claros, no Norte do estado, viveram durante um tempo no Rio de Janeiro, onde Sá nasceu. Ficaram por lá cinco anos, mas o artista não estava conseguindo se reinventar. “Foi então que pensei. Sempre gostei muito de Belo Horizonte. Ela tem uma característica especial. Mesmo crescendo, continua tendo certa aura de tranquilidade, de sossego. Vim passear, adorei o Bairro Sion e comprei um apartamento que ainda estava em construção. Moro nele até hoje”, conta.

Sá, que ganhou o título de cidadão honorário de BH, também tem terreno em Rio Acima, na Região Metropolitana, onde cria boa parte de suas canções. Lá é o refúgio onde adora acordar com os pássaros e as maritacas e dormir ao som de grilos. “Apesar de ter morado em metrópoles, tenho ligação muito grande com o mato. Ia muito para o interior, para sítio, fazenda. E o interessante é que muita gente acha que eu e Guarabyra somos mineiros, porque nossa música tem certa mineiridade. Estou completamente radicado aqui. Foi uma escolha bem consciente.”

Para agitar ainda mais a programação da noite, o grupo mineiro 'O Bando', cujos integrantes se apresentaram em diversas ocasiões com Milton Nascimento, faz um pocket show de abertura, com variado repertório da música mineira.

Circuito Brasil Musical apresenta Beto Guedes e Sá & Guarabyra

Hoje, às 21h, no Sesc Palladium, Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro. Ingressos: Plateia 1 – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia); plateias 2 e 3 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Clientes Bancorbrás têm 50% de desconto no valor da inteira. Vendas: bilheteria do Sesc Palladium e no site www.ingresso.com. Informações: (31) 3214-5355

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA