Criolo canta as mazelas do Brasil contemporâneo em seu terceiro disco

Rap se encontra com ritmos como samba, reggae e jazz no álbum

por Ângela Faria 05/11/2014 09:44

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Lula Lopes/CB/D.A Press
(foto: Lula Lopes/CB/D.A Press)
Convoque seu Buda, o terceiro disco solo de Criolo, pula na jugular do Brasil. Rolezinhos, jornadas de junho, Instagram, cracolândias, consumismo, Fora do Eixo e até sapatos Louboutin – nada escapa à inspirada metralhadora verbal do rapper, de 39 anos. A faixa-título fala de desocupações em Sampa, mas se encaixa como uma luva no arranca-rabo pós-segundo turno. “Convoque seu Buda/ O clima tá tenso/ Mandaram avisar que vão torrar o Centro”, alerta ele.

Rap é o centro do universo de Criolo, mas o disco traz samba, reggae e canções embaladas por cozinha instrumental de primeira e metais sofisticados. Rola jazz do bom nesse hip-hop. Aguardado com expectativa depois do lançamento de Nó na orelha (2010), que fez do artista a sensação da música brasileira, Convoque seu Buda talvez não tenha “arrasa-quarteirões” que conquistem de primeira, como Não existe amor em SP ou Bogotá. Mas as novatas Cartão de visita (crônica do nosso consumismo de cada dia), Fermento pra massa (partido-alto sobre a metrópole e as manifestações) e Casa de papelão (“ode” à especulação imobiliária que enxota moradores de rua e sem teto de seu “lar”) revelam um poeta maduro, dialético, avesso a oba-obas.

Há quem ache Criolo meio viajandão. Será? Convoque... não cede à sedução de rimas fáceis. Inteligente e lírico, mistura Veuve Cliquot, Dieese, FGV, Sartre, Sabotage e Edi Rock. O moço tem o que dizer e sabe nos fazer atentos para ouvi-lo. Não promete prato-feito, é certo. Rap fino para as massas.

Desde segunda-feira à noite, Criolo disponibilizou o novo trabalho na internet. Vai lançá-lo em três formatos: CD, LP e digital. Mixado por Mario Caldato Jr., o álbum foi produzido por Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral, a competente dupla de Nó na orelha.

Convidadas ajudam Criolo a brilhar: Tulipa Ruiz, em Cartão de visita, e Juçara Marçal, em Fio de prumo/Padê onã, que fecha o disco. Depois de nos agoniarmos com este país chapa-quente, Juçara chega como um fio de esperança. “Laroyê Bará/ Abra o caminho dos passos/ Abra o caminho do olhar/ Abra caminho seguro para eu passar”, saúda ela.

BUDA EM BH

Dia 22, Criolo desembarca na capital para lançar o novo disco, 'Convoque seu Buda'. Ele participa do projeto BH Sarará, no Parque das Mangabeiras, das 14h às 22h. Também subirão ao palco Baianas Ozadas, o Bloco Chama o Síndico e os DJs Thiagão, Fael, JJBZ, Yuga, Xeréu e Jahnu. Os ingressos já chegaram ao 2º lote e custam R$ 40 (feminino) e R$ 60 (masculino), à venda nas lojas Boundless. Informações: www.fb.com/bhsarara.

 

Criolo compartilhou o álbum completo no YouTube, ouça:

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA