Dibigode e DJ Donatinho participam de homenagem a João Donato

Show desta quarta será no Centro Cultural do Banco do Brasil, na Praça da Liberdade

por Ailton Magioli 05/11/2014 08:36

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Manoela Cardoso/Divulgação
João Donato abre o show e depois recebe a banda Dibigode (foto: Manoela Cardoso/Divulgação )
O aniversário de João Donato, comemorado em agosto, continua proporcionando encontros memoráveis entre o mestre da suingueira e seus discípulos, dentro da série 'Donato 80+', em cartaz no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB). Hoje à noite, por exemplo, além do filho Donatinho ele vai receber a banda belo-horizontina Dibigode, que representa o que há de mais contemporâneo no instrumental feito em Minas.

“Tocar com João Donato é bom porque tudo é muito leve, solto e divertido. Flui fácil, além do som maravilhoso que ele produz”, diz o filho Donatinho, de 29 anos, que, ao contrário do que se imagina, não escolheu a carreira sob influência do pai. Criado pela mãe, o tecladista acabou influenciado indiretamente pela música do pai assistindo a shows, além do acesso facilitado às gravações de Donato. A vontade de se tornar músico surgiu na adolescência, depois de Donatinho ouvir o piano de Herbie Hancock, que une o jazz americano à música afro. “Mais tarde foi que eu comecei a descobrir a música brasileira”, recorda.

Divulgação/ Luiz Fernando Leite
Donatinho, filho de João Donato, também vai participar do show no CCBB (foto: Divulgação/ Luiz Fernando Leite)
Herança
O filho de João Donato está lançando 'Zambê', o primeiro disco solo, depois de participar de uma série de outros projetos ao lado de contemporâneos seus. Produto da pesquisa de Donatinho em torno do regional brasileiro com a música eletrônica, o CD sai pelo selo Pimba, da gravadora Dubas. Tocar com o pai, lembra, é uma prática esporádica que, com o advento do aniversário de João Donato, acabou se tornando mais comum.

Hoje à noite, os dois vão duelar a bordo de seus piano e teclados, respectivamente, em companhia de banda formada por Robertinho Silva (bateria), Luiz Alves (contrabaixo), Ricardo Pontes (sax/flauta) e José Arimatéa (trompete). Fã do disco 'Leilíadas', que o pai gravou ao vivo na casa carioca People, nos anos 1980, Donatinho ainda elege 'Bad Donato', 'Lugar comum' e 'Quem é quem' como o que há de melhor na discografia do pai.

Aprendizado A banda Dibigode, por sua vez, vai do já antológico 'Bad Donato', também, selecionando clássicos do repertório de Donato como A rã. No show de hoje à noite, os meninos prometem investir em versões próprias da produção mais pauleira e grooveira do mestre da suingueira, que abre a apresentação para depois receber Dibigode e Donatinho. Ao fim, todos estarão juntos em cena.

 “Para dividirmos o palco com Donato é um aprendizado, sem dúvida”, avalia o baterista Tiago Eiras, da banda belo-horizontina. Ontem de manhã, ele não escondia a apreensão do ensaio que faria à tarde, quando todos se conheceriam. “A oportunidade de acesso a um artista da bagagem dele, de tudo que construiu ao longo da carreira, é imperdível”, acrescenta o jovem baterista, lembrando que a Dibigode está apenas começando uma trajetória, com um único disco lançado há dois anos.

JOÃO DONATO & BANDA, DONATINHO E DIBIGODE
Hoje, às 20h, no Teatro I do Centro Cultural do Banco do Brasil (Praça da Liberdade, 450, Funcionários). Ingressos a R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada). Informações: (31) 3431-9400.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA