Jorge Vercillo revê seus 20 anos de carreira em show na capital

Cantor e compositor se apresenta neste sábado no Cine Theatro Brasil Vallourec

por Ailton Magioli 31/10/2014 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Leo Aversa/divulgação
(foto: Leo Aversa/divulgação)
As certezas já não são tantas quanto as do início, há duas décadas, mas as realizações e opções são muitas, afirma Jorge Vercillo, que traz a BH a turnê comemorativa de seus 20 anos de carreira. Em apresentação neste sábado, no Cine Theatro Brasil Vallourec, o cantor, compositor, instrumentista e apresentador de TV revê sua trajetória de sucesso.


Tudo começou com 'Que nem maré' e passou por hits como 'Monalisa' e 'Homem-aranha' até chegar à atual fase, em que, com inéditas guardadas para o novo disco, Vercillo optou por se aprofundar nos estudos da bionergia que lhe possibilitaram usufruir mais do corpo energético em detrimento do físico.

Não por acaso, em 'Como diria Blavatsky', o disco do ano passado, Jorge Vercillo fazia referência à filósofa russa Helena Blavatsky (1831-1891), responsável pela sistematização da moderna teosofia. Em busca da verdade em forma de conhecimento científico, o cantor revela que o repertório do show o surpreendeu positivamente em termos de linguagem e estilo musical.

“A essa altura, não gostaria de me ver como representante de um único estilo”, justifica Vercillo. No show, ele flerta com bossa nova, pop, afro, jazz, reggae e balada, além de gêneros mais ritmados. “Minha escola foi a noite, cantei em bares. Daí essa diversidade musical, que acaba refletindo a diversidade do povo brasileiro”, reconhece, orgulhoso da própria origem.

A presença de um DJ na banda é prova concreta do que ele diz. “No show, Mam não joga apenas com elementos eletrônicos, mas também com o pop e o étnico, além de textos de Ferreira Gullar e de 'Blade Runner'”, resume, referindo-se ao filme do diretor Ridley Scott.

Ele vai se apresentar com a banda formada por André Neiva (contrabaixo, vocal e direção musical), João Gaspar (violão, guitarra e vocal), Misael Hora, filho de Rildo Hora (teclados e vocal), Claudio Infante (bateria) e DJ Mam (sampler e vocais).

Unidos na TV
Com nove discos de estúdio e quatro DVDs ao vivo, Jorge Vercillo começa a gravar a terceira temporada do programa 'Compositores unidos', apresentado em parceria com o compositor Dudu Falcão no Canal Brasil (TV paga). “Geralmente, misturamos artistas consagrados com os novos”, explica ele.

Compositores unidos, gravado na residência de Vercillo, é fruto dos célebres saraus realizados na casa de artistas como Antonio Villeroy e Ana Carolina, entre outros. “O êxito do programa não é um mérito nosso. É mais pela falta de espaço para a música brasileira na TV”, explica. Jorge considera inadmissível uma geração de brasileiros desconhecer talentos do porte de Leny Andrade e Luiz Melodia, entre outros nomes ignorados pela grande mídia.

Com o DVD 'Luar de sol' gravado no Ceará e indicado para o Grammy Latino, Jorge Vercillo diz que seu novo projeto será diferente, extrafísico. Ou seja: a cada dois meses, ele vai lançar inéditas nas redes sociais e posteriormente reuni-las em CD e DVD.

JORGE VERCILLO – 20 ANOS
Sábado, às 21h. Cine Theatro Brasil Vallourec, Praça Sete, Centro. Ingressos: R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia-entrada). Informações: (31) 3201-5211.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA