Com show no Parque das Mangabeiras, Roger Hodgson celebra retorno a BH: ''lugar muito especial''

Ex-vocalista e principal compositor dos hits da banda Supertramp, veterano se apresenta neste sábado ao pé da Serra do Curral

por Marcelo Faria 24/10/2014 07:28

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

REUTERS/Youssef Boudlal
Hodgson promete surpresas no repertório do show em BH: ''não canso das minhas músicas'' (foto: REUTERS/Youssef Boudlal )
Autor e voz dos maiores clássicos do Supertramp, Roger Hodgson se apresenta em Belo Horizonte neste sábado, 25. O ex-vocalista já declarou seu amor pela cidade mais de uma vez e, talvez também por isso, esteja voltando para sua terceira apresentação à sombra da Serra do Curral. “Para mim, BH é um lugar muito especial e a audiência é simplesmente incrível. Não sei se é porque eles amam minhas músicas e têm uma conexão muito profunda com elas, ou se amam todo tipo de música”, disse o vocalista.

Para a apresentação, Roger preparou um setlist especial e, apesar de não ter contado tudo que vai tocar, antecipou que todos os clássicos favoritos dos fãs estão contemplados. “Sou um artista que gosta de entreter. Assim como o público, não canso das minhas músicas e cada noite que as toco é diferente”, garantiu, lembrando de canções como 'Dreamer', 'The logical song', 'Give a little bit' e, claro, 'Breakfast in America', que também é o nome da sua turnê atual.

Mas se engana quem pensa que o show será idêntico aos outros dois que o baixista fez por aqui. Ele anunciou algumas novidades: “Desta vez, estou levando minha guitarra e vou cantar 'You make me love you' e 'Had a dream', canções que não toquei da outra vez”, promete. Para completar, artista e plateia estarão ao ar livre: o show será no Parque das Mangabeiras. Apesar de ainda não conhecer o local, Roger não escondeu o entusiasmo por estar em um ambiente que, segundo ele, deve ampliar ainda mais a conexão emocional com o público.

 

Música imortal

O auge do Supertramp foi em 1979, quando 'Breakfast in America' foi lançado recheado de hits. O disco clássico que dá nome à atual turnê de Roger Hodgson consagrou a voz aguda do vocalista e a capacidade do grupo de unir a ambição instrumental do rock progressivo com melodias pop.

Roger deixou a banda 1983 e partiu para a sua carreira solo, começando com o álbum 'In the eye of the storm'. Ele nunca abriu mão das composições que fez na época da banda e muitas delas ainda são executadas regularmente em seus shows. “Para mim, não faz diferença. Minhas músicas são minhas músicas. Algumas gravei com o Supertramp, outras, sozinho. Quando toco 'The logical song', não penso: ‘Ah, é uma música do Supertramp’. Para mim, é a minha música”, explica, acrescentando depois que “Música boa não fica velha”.

Apesar de deixar claro que não tem nenhum problema pessoal com Rick Davies e o resto do Supertramp, Hodgson lamenta apenas que o seu nome não seja tão famoso quanto o de sua ex-banda. “Muitas pessoas amam as músicas e, quando pensam em ouvi-las ao vivo, têm o Supertramp em mente, sem saber que podem ouvi-las comigo, em outra versão. O nome Roger Hodgson não se tornou tão conhecido como Supertramp”, declara.

AFP PHOTO / FRANCK FIFE
Com vasto material autoral, Roger Hodgson garante que não se afeta com a parcela de seu trabalho que foi consagrada pelo Supertramp: 'Para mim, não faz diferença. Minhas músicas são minhas músicas'' (foto: AFP PHOTO / FRANCK FIFE)

BH: capital do progressivo

Roger Hodgson não é a única lenda do rock progressivo que vem para BH em 2014. A cidade favorita do ex-vocalista do Supertramp também foi destino de outros grandes nomes: em março, o Alan Parsons Project tocou no Palácio das Artes. O grupo liderado por Alan Parsons, que foi engenheiro de som para bandas como Beatles e Pink Floyd, trouxe seu som conceitual para abrir uma temporada e tanto para os fãs do gênero.

Em abril, quem visitou a capital mineira foi o Marillion, banda que começou em 1979 com o nome de Silmarillion, mas teve que abrir mão da referência ao livro de J.R.R. Tolkien depois de disputas de direitos autorais com os herdeiros do escritor de 'Senhor dos anéis'. O show foi no Minascentro.

E nesta semana uma outra atração internacional tirou os entusiastas do rock progressivo de casa. Jon Anderson, ex-vocalista do Yes, se apresentou na terça-feira, no Sesc Palladium, tocando hits clássicos de uma das bandas ícone do estilo musical, canções solo e versões de músicas de outros grupos, como A day in the life, dos Beatles.

A terceira visita do mito Roger Hodgson neste sábado simboliza o fim de um ano que ficará marcado para os fãs do rock progressivo, um estilo musical que desde o fim dos anos 1980 não circula mais pelo mainstream, mas tem espaço garantido em Belo Horizonte.

 

Confira performance de Hodgson na faixa 'Lady':

 

 

BREAKFAST IN AMERICA
Show de Roger Hodgson neste sábado, 25 de outubro, às 19h. Parque das Mangabeiras, Av. José do Patrocínio Pontes, 580, Bairro Mangabeiras. Ingressos: Pista/3º lote: R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia-entrada). À venda no Ingresso Rápido, Shopping 5ª Avenida, Rua Alagoas, 1.314, Savassi. Informações: (31) 4003-1212 e www.ingressorapido.com.br. Classificação: 16 anos.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA