Músico inglês Jon Anderson faz única apresentação nesta terça, em BH

Turnê com formato acústico, que passou por cidades brasileiras, segue para Santiago, no Chile

por Eduardo Tristão Girão 21/10/2014 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Bogdan Cristel/Reuters
(foto: Bogdan Cristel/Reuters )
Prestes a completar 70 anos (neste sábado), o inglês Jon Anderson sobe ao palco do Grande Teatro do Sesc Palladium, em Belo Horizonte, nesta terça-feira à noite. A apresentação solo incluirá canções de grande sucesso em sua carreira, marcada pelo posto de vocalista e compositor que ocupou na lendária banda de rock progressivo Yes, fundada por ele em 1968. O evento tem apoio do Estado de Minas, Guarani FM e Portal Uai.

O músico promete cantar principalmente composições do Yes, como 'Roundabout', 'Time in a word' e 'Owner of a lonely heart', mas recriadas a partir do seu impulso criativo original ao escrevê-las. Além disso, o público poderá conferir material de sua carreira solo, que, entre idas e vindas do Yes, foi iniciada em 1976 com o lançamento do disco 'Olias of sunhillow'. Por fim, o artista reservará espaço para algumas releituras, a exemplo de 'A day in the life', dos Beatles.

Sem outros músicos para acompanhá-lo, Anderson fará um show completamente acústico, se revezando entre o violão, o piano e o ukelele. A apresentação será semelhante a que fez dois anos atrás em Belo Horizonte, embora o repertório seja diferente. A capital mineira será a penúltima parada da pequena parte sul-americana da turnê, que contemplou Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e terminará nessa sexta em Santiago, no Chile.

Líder


Embora o Yes nunca tenha tido um líder, Anderson é visto assim por muitos, uma vez que seu papel na fase inicial da banda foi de extrema importância. Tem assinatura dele composições importantes no trabalho de estreia, 'Yes' (1969), como 'Yesterday and today', 'Survival' e 'Lookin around' (com Chris Squire). Ele manteve sua posição como compositor central do grupo até o disco 'Tormato' (1978), dois anos antes da primeira dissolução do Yes.

Paralelamente a posteriores reuniões com a banda e sua carreira solo, Anderson gravou com vários artistas (Milton Nascimento é um deles). Um dos parceiros com quem mais dividiu trabalhos e gravações é o tecladista grego Vangelis, que conheceu nos anos 1970. Juntos, lançaram seis discos entre 1980 e 1994.

Com Ponty
Entre os próximos projetos de Jon Anderson, está um disco (com documentário) em parceria com o violinista francês Jean-Luc Ponty. A gravação foi realizada mês passado, nos Estados Unidos, e teve a participação de Jamie Dunlap (guitarra), Wally Minko (teclado), Baron Browne (baixo) e Rayford Griffin (bateria). O lançamento está previsto para o início do mês que vem, incluindo turnê.

Jon Anderson

Nesta terça-feira, às 21h, no Grande Teatro do Sesc Palladium (Avenida Augusto de Lima, 420, Centro). Ingressos: R$ 100 (plateia 1, inteira; meia-entrada, R$ 50), R$ 80 (plateia 2, inteira; meia-entrada, R$ 40) e R$ 40 (plateia 3, inteira; meia-entrada, R$ 20), à venda na bilheteria e pelo site www.ingresso.com. Informações: (31) 3214-5350.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA