César Menotti & Fabiano trazem a BH show que relembra sucessos

Repertório da apresentação deste sábado no Chevrolet Hall privilegia hits dos anos 1980 e 1990

por Eduardo Tristão Girão 10/10/2014 07:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcos Hermes/Divulgação
(foto: Marcos Hermes/Divulgação)
Quantas, entre as milhares de pessoas que lotam os shows da dupla César Menotti & Fabiano Brasil afora, conhecem os clássicos da música sertaneja das últimas décadas? Inspirados por essa dúvida, os dois entraram em estúdio e gravaram o disco duplo 'Memórias dos anos 80 e 90' (em CD e 400 cópias em vinil), no qual revisitam 28 canções como 'Talismã' e 'Rancho Fundo', representantes de uma época em que o estilo se consolidou no país. O lançamento em Belo Horizonte será amanhã à noite, no Chevrolet Hall.


“Esse projeto é um pensamento nosso de bastante tempo. Houve uma brecha na agenda e não queríamos lançar outro de inéditas ainda. Aí, deu certo. Depois de termos acertado tanto como no lançamento do DVD Ao vivo no Morro da Urca, que já é disco de ouro, teríamos de parar para pensar em algo muito elaborado se fôssemos fazer algo autoral”, confessa César Menotti. Segundo ele, o tempo para isso anda escasso: a dupla tem viajado o país todo e feito cerca de 20 shows por mês.

Tanto é que um produtor de confiança foi chamado para tocar o projeto em função dessa atribulada agenda: “Gosto muito de me envolver nas nossas produções, mas não tive condição. Chamei o Gabriel Jacob e só fomos ao estúdio para gravar as vozes. Foi a primeira vez que trabalhamos juntos, mas nos conhecemos numa gravação para o Faustão e ouvi discos que ele tinha produzido, como da dupla Mato Grosso & Matias, que é referência pra gente”.

Filho de Jacó, da dupla com Jacozinho, Gabriel preocupou-se, de acordo com Menotti, em manter alguns padrões da época e acrescentar elementos que indicassem que as músicas foram gravadas hoje. Além dos arranjos, o próprio produtor tocou violão e se cercou de vários músicos que se revezaram na bateria, baixo, guitarra, percussão, teclado, piano e acordeom. Há adições pontuais de instrumentos como harpa e trompete, além de algumas faixas registradas com cordas.

Seleção A parte mais difícil, conta Menotti, foi selecionar o repertório. “Tinha de ser popular, com músicas conhecidas, mas evitando o que já havia sido gravado em excesso, ou seja, o que ficou batido. Não fizemos pré-seleção e já fomos definindo o que colocar. São duas décadas de poucas duplas fazendo sucesso, mas com muitas músicas importantes. Ficamos na dúvida e resolvemos pelo duplo, com um disco representando cada década”.

Com músicas como 'Memórias', 'Meus pedaços', 'Fim de noite', 'Hoje eu sei', 'Preciso te encontrar' e 'Outra vez amor', o repertório passeia por canções que o público brasileiro ouviu nas vozes de duplas e artistas como Chitãozinho & Xororó, Leandro & Leonardo, João Paulo & Daniel, Zezé Di Camargo & Luciano, Sérgio Reis, Léo Canhoto & Robertinho, Suzamar, Chico Rey & Paraná, Trio Parada Dura, Irmãs Galvão, Duo Glacial, Felipe & Falcão e Duduca & Dalvan.

Regravações vão continuar

A ideia inicial era de um disco simples e a Som Livre, gravadora da dupla, contava com isso. Entretanto, a quantidade de músicas “obrigatórias” pegou a todos de surpresa e o projeto teve de ser revisto. Ao que parece, dobrar a empresa valeu a pena: cerca de 60 mil cópias foram vendidas em dois meses, garantindo mais que o necessário para render disco de ouro ao lançamento (o mínimo necessário são 40 mil).

“Devemos chegar a 80 mil cópias vendidas até o fim do ano. Em tempos de pirataria e falando de sertanejo clássico, é uma vitória muito grande”, avalia César Menotti. Ele adianta que 'Memórias dos anos 80 e 90' vai virar DVD também e será gravado ao vivo em São Paulo no dia 18 do mês que vem. O local ainda está sendo definido, mas a dupla ambientará a produção em um espaço fechado. Até lá, haja fôlego aos irmãos para tanta viagem.

Aliás, por falar nisso, eles não pensam em parar por aqui nas redescobertas do cancioneiro sertanejo. Assim que tiverem nova brecha, partirão para a gravação de álbum nos mesmos moldes do mais recente, mas dedicado exclusivamente às músicas das décadas de 1960 e 1970. “A raiz mesmo desse estilo está antes disso, pois há registros fonográficos de 1913”, lembra. Disco de inéditas da dupla, revela, deverá ser lançado antes, no meio do ano que vem – o repertório já está sendo escolhido.

“Essas músicas mais antigas fizeram parte da nossa formação musical. Nessas décadas essa música se fortaleceu no rádio e a gente realmente viveu isso. Muitas pessoas passaram a gostar de música sertaneja recentemente e não conhecem isso. Achamos importante que conheçam. É uma outra época, com outras letras, outra concepção de arranjos. Aos poucos, esse público que lota nossos shows poderá conhecer isso. A música sertaneja vai além do que está acontecendo hoje”, finaliza Menotti.

Memórias dos anos 80 e 90
Show de lançamento do disco de César Menotti & Fabiano, neste sábado, às 22h. Chevrolet Hall, Av. Nossa Senhora do Carmo, 230, São Pedro. Ingressos: a partir de R$ 25 (meia-entrada) na bilheteria; pela internet (www.ticketsforfun.com.br) há cobrança de taxas de conveniência e de entrega. Informações: (31) 4003-5588.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA