Mineiro Hugo Marques lança primeiro álbum apostando no autoral

Engenheiro de formação, Hugo abandonou a carreira na área para se dedicar à música

por Eduardo Tristão Girão 01/10/2014 08:59

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
Hugo Marques está lançando o primeiro CD (foto: Divulgação)
O belo-horizontino Hugo Marques estudou engenharia e fez pós-graduação em ciências do consumo, mas acabou se rendendo à música. A oportunidade surgiu na forma de um emprego no qual ganharia menos que o esperado, fazendo marketing para uma escola de música paulistana. “Lá acabei me reaproximando da música e fiz a primeira versão do que viria a ser 'Songs about people', meu primeiro álbum, que acabo de lançar”, conta o artista.


A MPB serviu de base para Marques, autor das 14 faixas, que também adicionou pitadas de eletrônico, pop inglês, funk, jazz e um setentista. As composições foram criadas nos últimos cinco anos, com ele escrevendo as letras e, em seguida, sentando-se ao piano para desenvolver melodia e harmonia. Sem pressa.


“Como o nome do álbum sugere, são canções sobre ou dedicadas a pessoas que marcaram a minha vida de alguma forma. Por exemplo, minhas irmãs, mãe e antigos relacionamentos. O álbum contém faixas de estilos diferentes, representando estas diferentes personalidades, que são ligadas pelos arranjos e instrumentação. É um álbum muito íntimo”, explica.
As letras são escritas em português e inglês, opção que se mostrou natural durante a produção do trabalho. “Eu sempre escutei músicas norte-americanas e inglesas, além dos clássicos da MPB. Não foi algo exatamente pensado. Na língua em que a poesia vinha, eu escrevia. Apesar disso, sou encantado pela sonoridade da nossa língua e acho que algumas das minhas melhores composições são em português”, afirma.


Largar as oportunidades da engenharia, diz o artista, atrasou sua independência financeira. No momento, aposta mesmo na carreira solo e vive da poupança que fez na época em que trabalhou como bancário. “Está valendo muito a pena pela satisfação! Estou fazendo conservatório no Souza Lima e tenho conhecido muitas pessoas! Espero que no futuro surjam novas parcerias, mas por enquanto, continuo só com a carreira solo.” (ETG)



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA