"Ninguém quer comprar" diz esposa de Ozzy sobre álbum de graça do U2

Sharon Osbourne fez duras críticas à banda irlandesa no Twitter

18/09/2014 10:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
A estratégia do U2 de disponibilizar o novo álbum da banda, 'Songs of Innocence', de graça, pelo iTunes passou longe de ser um sucesso. A medida não agradou os usuários de produtos da Apple e em específico a empresária e apresentadora Sharon Osbourne, esposa do rockeiro Ozzy Osbourne.

Sharon foi ao Twitter nesta semana onde fez duras críticas à ação da banda de divulgação do novo trabalho. "Vocês são magnatas dos negócios, não mais músicos.", disparou a apresentadora, que completou: "Vocês têm que dar sua música medíocre de graça porque ninguém quer comprar".

As críticas não pararam por aí. "Pessoal, nada é de graça. Quanto vocês estão ganhando? Obs.: vocês são um bando de groupies políticos de meia-idade.", declarou Sharon. "Jimmy Iovine (empresário e produtor musical americano), iTunes, U2, Vocês são um bando de megalomaníacos. F****-se!", completou. A apresentadora ainda classificou a ação da Apple/U2 como "invasão de privacidade". Foram três dias seguidos de tweets criticando a banda.

No início do mês, durante o evento de lançamento do iPhone 6, a Apple anunciou uma parceria com Bono e companhia para o lançamento de 'Songs of innocence'. O álbum foi disponibilizado gratuitamente no iTunes e adicionado automaticamente na lista de reprodução de quase 500 milhões de usuários. A ação, grandiosa e ousada, por sua vez, teve um efeito inesperado para a companhia e para a banda. A rejeição ao novo disco foi tão grande que a Apple teve de criar uma ferramenta só para os insatisfeitos excluírem o álbum da playlist.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA