Em cartaz até domingo, festival Eletronika traz shows de Juçara Marçal, Zopelar e Arto Lindsay

Apresentações a preços populares ou com entrada franca apresentam panorama da produção musical underground pelo país

por Fernanda Machado 12/09/2014 10:18

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

José de Holanda/Divulgação
Juçara Marçal lança em Belo Horizonte o álbum 'Encarnado', com show a R$ 10 (foto: José de Holanda/Divulgação)
Música que foge do lugar-comum, com instrumentos ditos convencionais ou sons saídos do computador. Criado em 1999, em Belo Horizonte, o Eletronika – Festival de Novas Tendências sempre buscou, ao longo de sua história, tirar o público de sua zona de conforto. Intercalando atrações com trajetória extensa e nomes que começaram, mais recentemente, a produzir, o evento está sendo realizado desde a quinta-feira, 11, no Oi Futuro. Até domingo, na galeria e no teatro, haverá uma série de shows e performances.

À exceção dos shows no Teatro Klauss Vianna, com ingressos populares (R$ 10, a inteira), o restante da programação tem entrada franca. Na galeria do espaço cultural, transformada em pista de dança, hoje e amanhã, haverá discotacagem de DJs que integram as coletâneas virtuais HyBrazil. Criadas por Chico Dub, curador do evento, dedicam-se a apresentar sons que estão despontando no cenário underground.

 

Nesta sexta-feira, 12, tem o carioca Omulu, que está fazendo a chamada rasteirinha, versão mais lenta do funk carioca. Outra atração é o baiano Mauro Telefunksoul, apresentando o bahia bass, mistura de funk, hip-hop e reggae com a batida da música baiana. Já no sábado, o clima é tecno, com os paulistas Zopelar e Seixlack, que tocam eletrônica com equipamentos analógicos.

No sábado tem bate-papo com o alemão Remco Schuurbiers, um dos criadores do CTM Berlim – Club Transmediale, evento alemão que ocorre há tanto tempo quanto o Eletronika. Já no Teatro Klauss Vianna, de sexta-feira a domingo, haverá shows com artistas como Juçara Marçal, cantora que lança aqui o álbum 'Encarnado', trabalho que traz uma sonoridade que mistura rabeca, cavaquinho e guitarra. Outro destaque é Maurício Takara, da banda experimental Hurtmold, apresentando uma peça com vibrafone e piano. Já no domingo, encerrando o evento, o trio alemão The Rococo Rot faz show com Arto Lindsay.

O QUE VER

Sexta-feira
• Teatro – 21h30 – Juçara Marçal (SP)
• Galeria – 23h30 – Mauro Telefunksoul (BA); 0h30 – Omulu (RJ)

Sábado
• Multiespaço – 20h30 – Palestra com Remco Schuurbiers (Ale)
• Teatro – 21h30 – Maurício Takara (SP); 22h30 – Lorenzo Senni (Ita)
• Galeria – 23h30 – Zopelar (SP); 0h30 – Seixlack (SP)

Domingo
• Teatro – 20h30 – Hab (SP); 21h30 – To Rococo Rot (Ale) e Arto Lindsay (EUA)

ELETRONIKA – FESTIVAL DE NOVAS TENDÊNCIAS
Até domingo. Oi Futuro, Av. Afonso Pena, 4.001, Mangabeiras. Palco Eletronika (teatro): R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia); Clube Eletronika (galeria): entrada franca. Informações: www.festivaleletronika.com.br.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA