Show do pianista Chick Corea em Ouro Preto, no Mimo, é cancelado

Com a mudança, apresentação de Toninho Horta & Orquestra Fantasma mudou de hora e local

por Fernanda Machado 29/08/2014 14:05

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Leandro Couri/Em/D.A Press
(foto: Leandro Couri/Em/D.A Press)
O show de Chick Corea, que estava marcado para esta sexta-feira, 29 de agosto, no festival Mimo, em Ouro Preto, foi cancelado. O artista estava se apresentando no Teatro Gran Rex em Buenos Aires, na Argentina, e com a greve nos aeroportos, teve seu voo atrasado. Ele já está em São Paulo, mas não chega em Ouro Preto a tempo de tocar. Com isso, a produção do evento alterou o horário e local do concerto de abertura com Toninho Horta & Orquestra Fantasma, que será às 22h30 no palco da Praça Tiradentes. Chick Corea & The Vigil volta a tocar no Mimo só quando o festival for para a cidade de Olinda, no dia 4 de setembro.

O restante da programação do Mimo foi inalterada. Amanhã, à meia-noite, o suingue africano de Bassekou Kouyate e Ngoni Ba vai tomar conta da Praça Tiradentes. Ídolo no Mali, Kouyate é expert em ngoni – antigo alaúde da África Ocidental. A agenda musical de sábado começa cedo: às 18h, a violoncelista franco-americana Sonia Wieder-Atherton interpreta o repertório de Nina Simone, na Igreja de Nossa Senhora do Rosário. Às 20h, na Igreja de São Francisco de Assis, será a vez da orquestra Chaarts. O cantor e compositor jamaicano Winston McAnuff e o acordeonista francês Fixi serão a atração na Praça Tiradentes, às 22h.

No domingo, apresentam-se o pianista capixaba Hércules Gomes (às 15h, na Praça Tiradentes), o percussionista indiano Trilok Gurtu (às 16h30, na Praça Tiradentes) e a dupla formada pelo violonista Marco Pereira e o acordeonista Toninho Ferragutti (às 20h, na Igreja de Nossa Senhora do Carmo).

Extensa programação de filmes foi programada para o Cine Teatro Vila Rica. Hoje, às 20h, tem A farra do circo, de Roberto Berliner e Pedro Bronz; amanhã, às 18h, será exibido o documentário Dominguinhos, de Joaquim Castro, Eduardo Nazarian e Mariana Aydar. Amanhã, às 19h, na Igreja São Francisco de Assis, vai passar A música audaz de Toninho Horta. O diretor é Fernando Libânio.

A música do Sul do Brasil é tema de A linha fria do horizonte, de Luciano Coelho, que terá sessão amanhã, às 20h, no Cine Teatro Vila Rica. O hip-hop também foi lembrado: o documentário Triunfo, de Cauê Angeli e Hernani Ramos, sobre o dançarino Nelson Triunfo, ficará em cartaz domingo, às 20h, no Cine Teatro Vila Rica.

Depois de Ouro Preto, o festival segue para Olinda (PE), Paraty (RJ) e Tiradentes (MG). Confira a programação completa em www.mimo.art.br.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA