José Augusto comemora 40 anos de carreira com o disco 'Quantas luas'

Luan Santana e a dupla Victor e Leo gravaram canções do veterano, que elogia os colegas da nova geração

por Ana Clara Brant 16/08/2014 11:36

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
SOM LIVRE/DIVULGACAO
'Queria algo movimentado,com mais ritmo,sobretudo com elementos do country' - José Augusto Cantor e compositor (foto: SOM LIVRE/DIVULGACAO)
Desde que se entende como gente, como gosta de dizer, José Augusto se considera um cantor e o compositor romântico. Aos 5 anos, ele ouvia a mãe tocando boleros e tangos ao piano, além de outras canções que exaltavam o amor. Tudo isso o influenciou. Logo depois, ele foi estudar no Conservatório de Música do Rio de Janeiro.

“A maioria das composições que tocava eram românticas. Depois, passei a me interessar pelo violão e a ouvir Beatles e Jovem Guarda, que não deixam de ser canções de amor também”, recorda.

Por isso, nada mais apropriado para celebrar os 40 anos de carreira do que um disco que fala de amor. José Augusto – Quantas luas acaba de ser lançado pela Som Livre e traz repertório inédito – quase todas as faixas são assinadas pelo carioca de Santa Tereza.

Essência “São 11 músicas novas, sendo uma regravação, Chuvas de verão. Estava preocupado em fazer algo diferente, mas sem fugir do que já fazia, da minha essência. Queria algo mais movimentado, com mais ritmo, sobretudo com elementos do country. Sempre estou atento ao que está ocorrendo em termos de música não só no Brasil mas no exterior”, assegura.

A nova versão de Chuvas de verão traz uma participação especial: Luan Santana, um dos fenômenos da música sertaneja. A dupla mineira Victor e Leo também marca presença, cantando Eu vou lembrar. “Não foi um convite à toa. Admiro muito esses artistas e acompanho há muito tempo o que eles vêm produzindo. Todos criaram uma nova maneira de compor e de cantar, trouxeram inovação para o sertanejo”, analisa José Augusto.

A faixa que abre o álbum é mais do que especial para o cantor. Quantas luas é homenagem à sua esposa e tem a ver com o que ele enfrentou ao longo da sua vida: “Quantas luas eu vi passar/ Quantos dias eu vi nascer/ Quanto tempo pra te encontrar, pra te conhecer/ Você que eu sempre sonhei, que toda vida eu esperei”, diz a canção.

LUTA O carioca começou sua trajetória profissional nos anos 1960. Com uma fita debaixo do braço, bateu de gravadora em gravadora. Certo dia, o produtor Renato Corrêa, integrante do grupo Golden Boys, percebeu o talento de José Augusto e imediatamente recomendou sua contratação. Em 1972, ele teve sua primeira composição gravada por ninguém menos que Cauby Peixoto.

“Essa música se chamava Meu filho e tinha a ver com a relação com o meu pai. Isso acabou abrindo um leque de opções e me deu a oportunidade para fazer teste como cantor. No ano seguinte, gravei meu primeiro disco”, lembra.

O hitmaker da tv

José Augusto está entre os cantores que mais gravaram temas para novelas. Ao todo são 22. A mais famosa é Aguenta coração, abertura de Barriga de aluguel, de Gloria Perez, em 1990. Devido ao sucesso da trama também no exterior, ele lançou a canção em espanhol e em italiano.

 Outro hit foi a abertura de Sonho meu, ao lado de Xuxa. A mais recente canção de José Augusto na TV é Estória de nós dois, tema dos personagens Tufão e Monalisa, em Avenida Brasil, em 2012.

“Fiquei muito marcado por Aguenta coração, mas tive grandes sucessos, como Sonho por sonho e Chuvas de verão, que nunca foram parar em novela. Só uma vez me fizeram uma encomenda: O sole mio, para Terra nostra. É sempre bacana emplacar nessas produções, porque isso dá uma visibilidade muito grande”, conclui.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA