Milton Nascimento divide o palco com a Sinfônica de MG no Palácio das Artes

Show faz parte do projeto Sinfônica Pop e vai contar também com a participação do Coral Lírico de MG e do Coral Infantojuvenil

por Ana Clara Brant 01/08/2014 10:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Paulo Lacerda/FCS
Sob regência de Marcelo Ramos e Lincoln Andrade, a Sinfônica vai recriaramúsica de Milton (foto: Paulo Lacerda/FCS)
Não é novidade para Milton Nascimento ter sua obra revisitada por orquestras e corpos líricos não só do Brasil mas também do exterior. Aliás, um dos projetos mais belos da carreira do cantor e compositor é um CD gravado pelos irmãos franceses Lionel e Stéphane Belmondo e pela Orquestra Nacional da Île-de-France, Milton Nascimento & Belmondo, de 2009, e também o disco Amigo, de 1995, com a participação da Orquestra Jazz Sinfônica e dos Rouxinóis de Divinópolis.


Pela primeira vez, Milton vai subir ao palco acompanhado da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais (OSMG), do Coral Lírico de Minas Gerais e do Coral Infantojuvenil. Isso porque o músico é o homenageado do projeto Sinfônica Pop, amanhã e domingo, no Palácio das Artes. Na série, a Sinfônica convida artistas brasileiros para apresentar o rico repertório da música popular, mostrando sua versatilidade e qualidade, proporcionando ao público uma forma singular de fruição da MPB, além de gerar um importante acervo de arranjos orquestrais.

“Sem dúvida vamos estar prestando um tributo ao maior representante da música mineira e sem falar que é a primeira vez que o Sinfônica Pop conta com a participação do Coral Lírico de Minas Gerais e do Coral Infantojuvenil, que é a grande novidade desta edição”, destaca Lincoln Andrade, maestro titular do Coral Lírico e que vai reger o concerto no domingo, enquanto que Marcelo Ramos, titular da OSMG rege amanhã.

Sonho antigo A apresentação tem início com a Suíte Minas Gerais, obra composta por Marcelo Ramos, em 2004, que celebra grandes nomes da música mineira e nacional, para em seguida entrar no repertório de Milton. Entre as obras escolhidas estão clássicos como Travessia; Bola de meia, bola de gude; Coração de estudante; Maria, maria; Um gosto de sol, além de um pot-pourri composto especialmente pelo maestro Lincoln Andrade, reunindo músicas como Ponta de areia; Estrela, estrela; Nos bailes da vida e Paula e Bebeto. “Boa parte dessas composições que selecionamos já tinham arranjos prontos para orquestras que foram feitos pelo Wilson Lopes, então isso facilitou. A gente já tinha um desejo antigo de reunir a orquestra, os coros e o Bituca e faltava conciliar as agendas”, explica Lincoln.

O maestro lembra que a ideia de reunir os três corpos artísticos nasceu devido ao fato da obra de Milton Nascimento ser extremamente vocal. Por isso acharam que seria extremamente válido unir coro e orquestra. “Eu, particularmente, aprendi a fazer música vocal ouvindo Milton e para essas canções que vamos apresentar no palco do Palácio das Artes, fiquei encarregado de escrever os arranjos vocais. É um prazer ficar exercitando algo que há 40 anos fiquei encantando quando ouvi pela primeira vez”, salienta.

Para Lincoln Andrade, o resultado do que se verá no palco tem tudo para agradar em cheio a plateia, porque além da nova roupagem da música de Bituca, o trabalho está sendo feito com muita dedicação, carinho e profissionalismo. “O público pode esperar algo certamente muito bonito. O Sinfônica Pop tem sido extremamente interessante e vitorioso em sua proposta e cumpre realmente o seu objetivo de levar as coisas aonde o povo está e aproximar a orquestra do público”, comemora.

>> PROGRAMA
 
>> Suíte Minas Gerais
>> Bola de meia, bola de gude
>> Pot-pourri – Ponta de Areia/Estrela, estrela/Nos bailes da vida/Paula e Bebeto
>> Caçador de mim
>> Encontros e despedidas
>> Maria Solidária
>> Um gosto de sol
>> Canção do sal
>> Travessia
>> Nada será como antes
>> Coração de estudante
>> Maria, Maria

Série Sinfônica Pop com Milton Nascimento

Sábado, às 20h30, e domingo, às 19h, no Grande Teatro do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1.537, Centro). Ingressos a R$ 60 e R$ 30. Informações: (31) 3236-7400.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA