Ira! faz show em BH após sete anos de pausa na carreira

Edgar Scandurra e Nasi retomam parceria em turnê que celebra discografia dos veteranos

por Ailton Magioli 01/08/2014 00:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Na estrada desde o mês passado, em turnê de retomada de carreira depois da pausa de sete anos, a banda Ira! chega à capital para apresentação única amanhã à noite, no Espaço Even, no Bairro Jardinópolis. Agora formada por Daniel Rocha (baixo e vocal), Evaristo Pádua (bateria e vocal) e Johnny Boy (teclados e vocal), além dos remanescentes da formação original, Edgar Scandurra (guitarra) e Nasi (voz), a banda paulistana promete novidades e repertório de clássicos que conquistaram uma geração de fãs.


Protagonistas da briga que levou à interrupção das atividades do Ira! em 2007, Scandurra e Nasi são amigos de longa data, que optaram por deixar os conflitos de lado. “O que mais admiro em Nasi é a força de vontade que ele tem. Trata-se de uma pessoa com senso de justiça admirável. Sou apaixonado pelas ideias dele”, diz Scandurra, enquanto Nasi elogia o poder de improviso do amigo na guitarra. “Em cada show, ele transforma o convencionado, acrescenta Nasi, chamando atenção ainda para os solos diferentes e o talento rítmico de Scandurra.

Rui Mendes/Divulgação
''Em sete anos, fiz coisas bacanas, mas voltar às minhas composições e banda de origem é diferente'', diz Scandurra; para Nasi, ''a integração da banda foi pensada no sentido do clima de pós-show'' (foto: Rui Mendes/Divulgação )
Os dois contam que a volta da banda à estrada foi amplamente comemorada, diante da expectativa grande do público. “Em sete anos, fiz coisas bacanas, mas voltar às minhas composições e banda de origem é diferente”, assegura Edgar Scandurra. Nasi, por sua vez, acredita que o retorno superou as melhores expectativas. A demanda pelo show e a interação do público com a banda são provas suficientes para o cantor, que vê uma verdadeira química entre fãs e Ira!.

Tanto que uma das principais preocupações dele e de Scandurra foi a busca de músicos inteirados com eles, para a nova etapa de carreira. Intimamente ligado à banda, o baixista Daniel Rocha (Pequeno Cidadão) é filho de Edgar Scandurra, enquanto o baterista Evaristo Pádua é parceiro dos antigos integrantes. “A integração foi pensada neste sentido, no clima de pós-show”, relata Nasi.

 

Perigo

A maior dificuldade, de acordo com Scandurra, é se assumir como uma banda pop-rock em um cenário no qual o pop real está longe do rock. “Há o perigo de proximidade do extremamente comercial”, justifica o guitarrista. Segundo Scandurra, a preocupação da banda na nova etapa é de preservar a atitude rocker, acima do rock. “Esse é o melindre, a linha tênue do trabalho conceitual”, ressalta o guitarrista, lamentando o fato de ter de lidar com “uma cena que busca a popularidade ou a fofoca para divulgar e ter o nome na orelha das pessoas”.

 “E nós viemos de uma implosão com muita raiva, disse me disse, sentimentos ruins”, recorda Edgar Scandurra, esclarecendo que se uma banda tem de encerrar carreira, isso tem de ser de maneira “mais decente com o público”. “Não de forma tão virulenta”, critica a atitude da própria banda, garantindo que hoje um tem mais respeito pelo outro no Ira! “Falamos de tudo, sem medo de opiniões conflitantes”, conclui Scandurra. Nasi, por sua vez, critica o que chama de “acomodação no estabelecimento” da cena pop-rock brasileira, salientando que tem muita gente emergente surgindo no momento.

“A cena independente dá um toque a mais”, elogia, lembrando que em um mercado segmentado, os independentes atingem outras mídias, além de TV, rádio e jornal que a geração dele dependia. “Este pessoal está cada vez maior, com qualidade incrível. De 2010 para cá, surgiu muita gente legal, tanto em termos instrumental quanto de letras. “Há gente ousada, com trabalho menos comercial”, acredita Nasi, lembrando que o disco hoje já não é tão importante para a carreira das bandas. “Ele é mais um cartão de visitas”.


Nova fase
Clássicos como 'Flores em você', 'Dias de luta', 'Núcleo base', 'Tolices', 'Envelheço na cidade', 'Eu quero sempre mais', 'Tarde vazia' e  'O girassol' têm lugar garantido no show que marca a volta da banda Ira!. A inédita 'ABCD', “nem tão inédita assim”, de acordo com Nasi, também está no repertório. “Edgar compôs antes da volta, foi tocar com outra banda mas achou que era muito a cara da Ira!”, revela o vocalista.

 

Durante os ensaios para o retorno, nos meses de março e abril, surgiram muitos temas inéditos, que, no entanto, precisam evoluir para letras, de acordo com Nasi. O convívio na estrada, agora, dará chances para que isso ocorra, já que durante as viagens eles ouvem música e tocam violão lado a lado. “A maioria das canções da banda surgiram assim”, afirma o vocalista. Depois da estreia na Virada Cultural de São Paulo, a banda Ira! já passou pelo interior de São Paulo e de Minas Gerais, além de outras capitais. Só este mês serão 16 shows por cidades brasileiras.

 

IRA!
Show neste sábado, 2, às 23h. Espaço Even, Rua Vereador Antônio Zandona, 245, Jardinópolis (a 2 quilômetros do Expominas). Ingressos: 1º lote: R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia); 2º lote: R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia), à venda apenas na Nenety Eventos (Shopping 5ª Avenida) e no site bhingressos.com.br. Informações: (31) 3333-4579.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA