Luiza Brina e o Liquidificador fazem show de disco inédito para impulsionar crowdfunding

Músicos mineiros apresentam repertório inédito que formará álbum financiado por crowdfunding

por Bossuet Alvim 23/07/2014 14:59

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Flávia Mafra/Divulgação
Luiza Brina (à esquerda) e os músicos que formam O Liquidificador: novo disco autoral será ''testado'' no palco da Casa UNA, em BH. ''O show é uma preparação para a gravação'', diz cantora (foto: Flávia Mafra/Divulgação)
O show gratuito de Luiza Brina e O Liquidificador na próxima sexta-feira, 25, vai servir de laboratório para as canções do álbum 'Da janela', que os músicos vêm gestando desde o início do ano e que pretendem produzir a partir do mês que vem. Para a banda, a chance de tocar canções que ainda não foram gravadas pode melhorar a performance do material em estúdio. "Nesse teste a gente vê a reação do público, entende o que está funcionando bem e o que não está, até mesmo em arranjos", explica Luiza.

 

O grupo sobe ao palco da Casa UNA de Cultura, em Lourdes, com várias novidades em mãos. "Algumas músicas já foram tocadas em vários shows; outras são inéditas", adianta a cantora e multi instrumentista, que enxerga a apresentação como "uma preparação para a gravação" da futura obra.

 

No registro do novo disco, Brina e os oito músicos que formam o Liquidificador estarão sob a coordenação de Chico Neves. O produtor musical — que já assinou trabalhos em álbuns de Lenine, Skank, Los Hermanos, Paralamas do Sucesso, Nando Reis e Lô Borges — deve "escutar o som e analisar qual a melhor maneira de registrar", observa a vocalista, ressaltando o desafio de gravações com nove artistas em estúdio.

 

O 'liquidificador' que dá nome à banda tem a ver com a mistura de influências do trabalho de Luiza, que apresenta fontes desde ritmos regionais do Brasil — como o maracatu e a ciranda — até vertentes estrangeiras, especialmente da música cubana. O grupo é formado pela percussão de Analu Braga, Alcione Alves e Christiano de Souza, somada ao violoncelo de Vanilce Peixoto e aos sopros de João Gabriel Machala, João Paulo Prazeres, Maria Raquel Dias e Thais Montanari.

 

Confira o clipe de 'Back in Bahia', do primeiro disco de Luiza Brina e O Liquidificador:

 

Financiamento 

Por trás da construção do segundo álbum de Luiza Brina e O Liquidificador, músicos e demais profissionais trabalham "de uma maneira aberta, com preços abaixo do mercado", como detalha a própria artista. Uma campanha de financiamento coletivo, com encerramento previsto para 8 de agosto, pretende arrecadar R$ 13 mil para custear as gravações. "Tem sido muito legal, já ultrapassamos a metade", comenta Luiza, que conta com apoio de fãs através da internet, com contribuições a partir de R$ 15. "Espero que nesses últimos dias a campanha dê um 'up'", conclui.

 

Com contribuições entre R$ 15 e R$ 800, admiradores da empreitada musical podem receber diversas retribuições, como a inclusão do nome nos agradecimentos do CD ou cópias físicas do novo álbum acompanhadas do trabalho anterior, 'A toada vem é pelo vento'. Os brindes ainda incluem presentes inusitados oferecidos por amigos do grupo, como um pão integral de fabricação caseira ou mudas de manjericão e orégano. Para conferir detalhes da iniciativa de financiamento do disco 'Da janela', visite a página do projeto na plataforma Catarse.me

 

Luiza Brina e O Liquidificador

Show da banda na Casa UNA de Cultura (Rua Aimorés, 1451, Lourdes). Sexta-feira, 25 de julho, às 22h. Entrada franca, sujeita à distribuição de senhas uma hora antes do evento. Informações: (31) 3235-7314 ou pelo e-mail contato@casauna.com.br.



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA