[an error occurred while processing this directive] Pai de fundadores do Clube da Esquina morre aos 98 anos em BH

Pai de fundadores do Clube da Esquina morre aos 98 anos em BH

Salomão Borges presidiu Sindicato dos Jornalistas no estado e foi editor do Jornal Estado de Minas

por Fernanda Machado 17/07/2014 16:39

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Eduardo Rocha/RR 22/10/02
Salomão com a esposa, Maricota; mineiro foi presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (1972-1975) e juiz classista do TRT-MG (1966-1976) (foto: Eduardo Rocha/RR 22/10/02)
Morreu na tarde desta quinta-feira, 17, aos 98 anos, o ex-jornalista e músico amador Salomão Borges. Em honra à trajetória profissional do mineiro, o Sindicato dos Jornalistas de Minas cedeu a Casa do Jornalista, no Centro, para abrigar o velório. Borges enfrentava complicações decorrentes de um tumor na bexiga, e encontrava-se internado em Centro de Terapia Intensiva do Hospital São Lucas, na Região Leste de Belo Horizonte.

 

Nascido e criado no Bairro de Santa Efigênia, também na Região Leste da capital, Salomão teve 11 filhos com Dona Maricota, com que mudou-se para a casa no encontro das ruas Divinópolis e Paraisópolis, em Santa Tereza. O sexto rebento, batizado com o nome do pai, consagrou-se na carreira artística como Lô Borges e formou, ao lado dos irmãos Marilton e Marcio, o Clube da Esquina. Para sustentar a família, o pai dos músicos alternava ocupações em veículos de comunicação da capital.

 

"Trabalhava no Jornal Diário da Tarde, no correio, depois saía do correio e entrava no Estado de Minas. E teve uma fase que antes de eu ir para o Estado de Minas eu ia para a Rádio da Inconfidência. Da Rádio Inconfidência eu pulava para o Estado de Minas, e saía do Estado de Minas à meia-noite, uma hora da manhã. Eu saía de casa às sete horas e não via meus filhos", contou Borges em entrevista ao site do Museu Clube da Esquina, em 2004.

 

Salomão, que chegou a presidir o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais, sempre foi incentivador das carreiras artísticas de seus filhos. "A pessoa tem que seguir sua vocação, ser fiel às suas origens e aos seus ideais. Então eu entendia assim, já que eles gostam de música, e estão fazendo sucesso, está bom", comentou o repórter em entrevista ao site do museu.

 

O corpo de Salomão Borges será velado a partir da meia-noite desta quinta-feira, na Casa do Jornalista (Avenida Álvares Cabral, 400). O enterro está previsto para as 15h de sexta-feira, 18, no Cemitério da Paz no Bairro Caiçara, Região Noroeste de BH.

Reprodução/Arquivo EM
Em família: Salomão Borges (ao centro) cercado pelos filhos Nico, Telo, Marilton, Marcio, Ye, Lô e Solange, além da esposa, Dona Maricota (foto: Reprodução/Arquivo EM)
 



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA