Vange Leonel deixa legado de arte e luta pelos direitos LGBT

Compositora, cantora e escritora, artista vítima de câncer também militava por causas sociais

por Fernanda Machado 14/07/2014 20:21

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Reprodução
(foto: Reprodução)
Morreu na tarde desta segunda-feira, 14, a cantora e compositora Vange Leonel, de 51 anos. Famosa pela música 'Noite preta', da abertura da novela 'Vamp' (1991), Vange também era conhecida por sua luta feminista. Em 1995, assumiu publicamente sua homossexualidade e tornou-se ativista do movimento pelos direitos da população LGBT.

 

A cantora morreu em São Paulo, cidade onde morava, vítima de um câncer no ovário. Vange era casada há 28 anos com a jornalista Cilmara Bedaque. Elas mantinham um blog sobre cerveja no site da revista Carta Capital. Pelo Twitter, Cilmara lamentou: "Estou vivendo o pior momento da minha vida. E não. Não posso responder perguntas porque minhas mãos estão ocupadas com as dela.". O corpo da cantora será cremado no Horto da Paz, em Itapecerica, nesta terça-feira.

 

Relembre 'Noite preta', primeiro sucesso de Vange Leonel:

 



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA