Festival Vozes do Brasil traz duetos musicais a Belo Horizonte

No palco, duplas formadas por artistas com afinidade estética e semelhança de estilo musical

por Ana Clara Brant 08/07/2014 08:06

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Jorge Bispo/Ana Lara/Divulgação
Paulo Moska e Pedro Morais participam da abertura do Festival, que até sábado vai contar com nomes como Marcelo Jeneci, Flávio Renegado e Zélia Duncan (foto: Jorge Bispo/Ana Lara/Divulgação)
Dobradinhas que prometem. Essa é a proposta do festival Vozes do Brasil, que começa nesta terça e vai até sábado no Teatro Oi Futuro Klauss Vianna reunindo importantes nomes da MPB. O evento tem origem no programa de rádio de mesmo nome, criado em São Paulo pela jornalista Patrícia Palumbo. Há 15 anos no ar, a atração é transmitida em diversas rádios do país – e também pela internet – e é testemunha das transformações ocorridas na última década na música popular brasileira.


Todas as noites, um artista terá um convidado especial no palco. Quem abre a programação é o cantor e compositor mineiro Pedro Morais. “Esse projeto é espetacular e para mim vai ser uma honra abri-lo, ainda mais ao lado do Paulinho Moska. O interessante é que o festival traz gente de ponta, mas também artistas mais underground, como a Anelis Assumpção, por exemplo”, comenta Pedro.

Concebido pela produtora cultural Danusa Carvalho, em parceria com Patrícia, esta é a primeira edição do projeto, que pretende circular pelo Brasil. Em Belo Horizonte, vão se apresentar as duplas formadas por Pedro Morais e Paulinho Moska, Karina Buhr e Marina Lima, Anelis Assumpção e Zélia Duncan, Ana Cañas e Flávio Renegado, e Marina Machado e Marcelo Jeneci. “BH sempre foi uma cidade parceira e das nove emissoras que hoje retransmitem o Vozes do Brasil, a Rádio Inconfidência foi a primeira que topou. A capital mineira está recebendo essa iniciativa antes mesmo de São Paulo, onde o programa começou”, frisa Patrícia.

No show que abre o projeto, Pedro Morais vai mostrar o repertório do seu terceiro álbum, o elogiado Vertigem, e terá como convidado Paulinho Moska. Não será a primeira vez que os dois dividirão o palco. “Moska já é meu brother e nossas sonoridades têm muito a ver. Curtimos o trabalho um do outro e acho que isso contou muito na hora de a produção pensar nessa parceria”, acredita Pedro Morais, que no dia 22 se apresenta ao lado de Moska novamente, desta vez na casa de espetáculos Miranda, no Rio de Janeiro.

Patrícia Palumbo, que acompanha o cenário da música popular há 16 anos, revela que o critério na hora de selecionar as duplas foi mesclar gente que tinha o outro como referência, além de sons mais ou menos semelhantes. “No caso do Pedro e do Moska foi assim, mas temos outras conexões, como no caso da Marina Machado e do Marcelo Jeneci, que estão desenvolvendo um trabalho próximo. Achei que ia dar samba. E o legal também é que privilegiamos a cena local. No caso desse projeto de estreia, teremos três artistas mineiros – Pedro Morais, Marina Machado e Flávio Renegado”, acrescenta.

Um dos principais méritos da iniciativa é o fato de ser gratuita. “É como diz o Jeneci. As coisas mais legais do mundo são de graça e é assim com o nosso festival”, conclui Patrícia Palumbo.


PROGRAMAÇÃO

>> Terça-feira


Pedro Morais convida Paulinho Moska
Reconhecidos como dois “cantautores” – artistas que cantam repertório autoral –, os músicos partilham muitas semelhanças musicais, mas destacam bem seus estilos. Enquanto Pedro é herdeiro de uma tradição melódica mineira, Moska carrega em si um pouco da energia do Rio. Pedro Morais é uma das revelações da nova geração da música em Minas Gerais e integra o grupo Cobra Coral. Moska tem 20 anos de carreira e coleciona parcerias com consagrados nomes da MPB, além de trilhas para novelas e minisséries.

>> Quarta-feira

 

Marina Machado convida Marcelo Jeneci
Os dois vêm de lançamentos recentes, Quieto um pouco, de Marina Machado, e De graça, de Jeneci. Com 20 anos de carreira, Marina já se apresentou ao lado de Hermeto Pascoal e Milton Nascimento, entre outros ícones da MPB. Jeneci tem em sua trajetória parcerias com Vanessa da Mata, Arnaldo Antunes e Zélia Duncan, além de discos autorais.


>> Quinta-feira

Ana Cañas convida Flávio Renegado

Ligados pela relação com a expressão negra da música brasileira, Ana compõe inspirada pelas cantoras de jazz e blues. Flávio Renegado é rapper que dialoga com o samba e a canção. A cantora estreou em 2007 e participou de edições do programa Som Brasil, da Rede Globo. O mineiro Flávio Renegado lançou seu primeiro CD em 2008 e emplacou turnê pela Europa. Apresentou-se no Rock in Rio e lançou recentemente seu primeiro DVD.

>> Sexta-feira

Anelis Assumpção convida Zélia Duncan  

As duas cantoras têm em comum o repertório de Itamar Assumpção. Anelis, filha do compositor, tem trabalho autoral com dub, reggae, samba e bossa nova. Zélia Duncan reverencia Itamar desde seus primeiros discos e acaba de lançar um trabalho dedicado à obra do artista.

>> Sábado

Karina Buhr e Marina Lima

Parceiras em Desencantados, música que fez parte do trabalho mais recente de Marina, Clímax, as cantoras são reconhecidas pela presença de palco. Marina Lima se apresentou no cenário musical nos anos 1980, conquistando diversos prêmios e se tornando referência para uma geração de cantoras e compositoras. Karina Buhr iniciou-se na música em 1992, tocando percussão e cantando em maracatus. Fez turnês nacionais e internacionais, além de participar da gravação de trilhas para filmes.

Festival Vozes do Brasil

De terça a sábado, às 21h. Teatro Oi Futuro Klauss Vianna, Av. Afonso Pena, 4.001, Mangabeiras. Entrada franca com ingressos distribuídos uma hora antes de cada show. Informações: (31) 3222-3242

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA