Lily Allen diz que presidente da Fifa é corrupto e dedica 'Fuck you' a Joseph Blatter

No palco de um dos maiores festivais da Europa, cantora inglesa fez críticas à seleção de seu país e apontou ''um bocado de corrupção'' na Federação Internacional

por Bossuet Alvim 27/06/2014 20:33

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

AFP PHOTO/Leon Neal
Lily criticou desempenho da Inglaterra na Copa do Mundo e atribuiu parte da responsabilidade à Fifa (foto: AFP PHOTO/Leon Neal)
Em apresentação no Festival Glastonbury nesta sexta-feira, 27, a cantora londrina Lily Allen classificou o presidente da Fifa, Joseph Blatter, como uma pessoa "irritantemente corrupta". A declaração surgiu quando a cantora justificava ao público suas preocupações em relação à agenda de sábado, dia em que a Seleção da Inglaterra poderia jogar caso não tivesse sido eliminada após derrotas para Itália e Uruguai nas duas primeiras rodadas do Mundial.

 

Veja fotos do show de Lily Allen no primeiro dia de Festival Glastonbury

 

De acordo com o site britânico NME, Allen declarou aos fãs que a desclassificação da equipe aconteceu "não apenas porque fomos uma merda, mas também porque há um bocado de corrupção rolando". No palco de um dos festivais mais importantes da Europa, realizado em uma cidade do interior da Inglaterra, a artista dedicou a Joseph Blatter sua canção 'Fuck you' — composição repleta de críticas à hipocrisia de pessoas que propagam o preconceito, em especial contra os homossexuais.

 

Antes de cantar a faixa de 2009, ela descreveu o dirigente da Federação Internacional de Futebol como "uma das pessoas mais corruptas, ou melhor, não a mais corrupta, porém a mais irritantemente corrupta". Além de interpretar parte do álbum 'Sheezus', lançado no último mês de maio, Lily resgatou sucessos de seus dois discos anteriores, como 'Smile', 'It's not fair' e 'The fear'.

 

Música para a Copa

Em junho, à véspera do primeiro jogo no Mundial, Lily Allen divulgou a faixa 'Bass like home', classificada por ela como "canção não-oficial para a Copa do Mundo". Liberada para download gratuito, a música aborda aspectos da cultura inglesa que despertam orgulho na cantora, como as obras de Shakespeare e John Lennon ou a figura da Rainha Elizabeth.

 

A única menção da letra ao mundo do futebol é uma referência ao jogador aposentado Paul Gascoine, que atuou por 20 anos em times como Newcastle United, Lazio e Boston United — além de passagem pela Seleção da Inglaterra na Copa de 1990 — até a aposentadoria, em 2005.

 

Ouça 'Bass like home', música de Lily Allen dedicada à Copa do Mundo:

 



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA