Diretores de cinema assinam também videoclipes de sucesso

Nomes de relevância como Spike Lee, Tim Burton e Sofia Coppola já se aventuraram na direção de clipes

por Gabriela Caldas 20/05/2014 09:28

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Youtube/Reprodução da Internet
Em 'Headlights', Spike Lee retrata a complicada relação de Eminem com a mãe dele (foto: Youtube/Reprodução da Internet)
O diálogo entre o cinema e videoclipes de músicas de sucesso está cada vez mais frequente. Cineastas como Spike Lee e Tim Burton aproveitam a oportunidade para levar a linguagem do cinema para os vídeos. É possível notar a enorme influência que os clipes recebem de outros trabalhos dos diretores, seja na estética, seja no discurso, seja na forma como são realizados.

Lançado no começo deste mês, o clipe de 'Headlights', single do rapper Eminem, chamou a atenção por ter como diretor o premiado cineasta Spike Lee, de 'A última noite'. O cineasta já tinha trabalhado em clipes. Em 1995, foi dele a direção do famoso — e polêmico — 'They don’t care about us', do rei do pop Michael Jackson. Gravado no Pelourinho e em favelas do Rio de Janeiro, o vídeo não fez muito sucesso nos Estados Unidos, tendo sido considerado por muitos um dos piores do cantor.


A polêmica, no entanto, não parece ter desanimado Lee, que viu em 'Headlights' a possibilidade de mostrar ao público mais um pouco de seu fabuloso trabalho. O vídeo, que tem pouco mais de quatro minutos, mostra sob a perspectiva da mãe do Eminem, a vida do rapper e como a relação conturbada dos dois o influenciou.


O trabalho chamou a atenção dos críticos e agradou aos fãs. O próprio cineasta afirmou estar satisfeito com o clipe e garantiu ter transmitido a mensagem que gostaria. “É uma ótima história, tocante e um pouco dolorosa. Mas assim é a vida”, disse em teaser divulgado nas redes socias oficiais de Eminem.


Spike Lee não é o único que gosta de intercalar os trabalhos no cinema com os clipes musicais. Fã da banda The Killers, por duas vezes Tim Burton ('Edward mãos de tesoura' e 'A noiva cadáver') trabalhou com o grupo norte-americano. A primeira vez foi para a faixa 'Bones', em 2006. No clipe, a banda aparece tocando em um cinema drive-in, enquanto cenas de um filme são exibidas na tela. Com um ar melancólico, os personagens que aparecem no vídeo foram comparados por alguns aos de 'Os fantasmas se divertem', filme dirigido por Burton no começo dos anos 1990.

Já na segunda vez, em 'Here with me' (2012), o diretor, além de imprimir a estética característica de seus filmes ao vídeo, Burton chamou a atriz Winona Ryder, que trabalhou em dois de seus longas, para protagonizar o vídeo. Segundo nota do diretor divulgada no site oficial da banda, a escolha da atriz veio graças a uma imagem de cera. “Quando escutei a música pela primeira vez, eu me lembrei de ter visto uma imagem de cera de Winona em um museu de Blackpool”, disse sobre a inspiração para o clipe.


Diretora responsável por longas premiados como 'Encontro e desencontros' e 'Maria Antonieta', Sofia Coppola repete nos clipes que dirige a mesma estética feminina encontrada em seus filmes. Entre os músicos com quem já trabalhou, está a banda indie francesa Phoenix. Casada com Thomas Mars, vocalista do grupo, a diretora foi responsável pelo clipe de 'Chloroform', uma das faixas do álbum 'Bankrupt'.


Reprodução / Youtube
Antes de ser cineasta, David Fincher assinou clipes como 'Vogue', de Madonna (foto: Reprodução / Youtube)
Gravado em preto e branco (técnica que não é comum nos trabalhos de Sofia), o vídeo traz imagens dos integrantes da banda em slow-motion, intercaladas com fãs que choram enquanto assistem a uma de suas apresentações. Na época, a diretora explicou a mensagem que gostaria de transmitir. “Queria fazer um vídeo sobre garotas que são doidas pelo grupo e aquele sentimento que a gente tem quando acredita que uma banda é romântica”, afirmou, em entrevista concedida à página do MoMA na internet. Assim como seus filmes, o clipe emociona pela sensibilidade.

Pop como porta de entrada

Enquanto, para alguns, os vídeos musicais aparecem após carreira consolidada no cinema, para outros é a porta de entrada para a sétima arte. É o caso do diretor Spike Jonze, de 'Quero ser John Malkovich'.


Antes de estrear nas telonas, ele já tinha uma ampla carreira em videoclipes iniciada em1990. De lá para cá, Jonze, que cada vez mais consolida o espaço em Hollywood, acrescentou ao currículo trabalhos com músicos como Jay Z e Kanye West.


O mesmo caminho foi percorrido por David Fincher ('O curioso caso de Benjamin Button' e 'Clube da luta'). Com mais de 30 anos de carreira, ele já trabalhou com George Michael e Madonna. Foi com ela que o diretor fez um dos videoclipes mais marcantes da carreira. 'Vogue' é um dos singles do álbum 'I'm breathless' e foi lançado em 1990.


Assista aos clipes de diretores de cinema:

Eminem - 'Headlights' (Dirigido por Spike Lee)



The Killers - 'Here with me' (Dirigido por Tim Burton)



Phoenix - 'Sofia Coppola (Dirigido por Sofia Coppola)



Thiago Pethit - 'Moon' (Dirigido por
Heitor Dhalia)




VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA