Festival de Acordeom traz a Belo Horizonte mestres do instrumento

Evento acontece no Sesc Palladium neste fim de semana

por Eduardo Tristão Girão 09/05/2014 00:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Gustavo Silva/Divulgação
Léo Magalhães começou no forró, tomou gosto pela música instrumental e estreia nova formação durante o FIA (foto: Gustavo Silva/Divulgação)
Instrumentistas brasileiros, argentinos, italianos, franceses e norte-americanos passarão pelo palco do Grande Teatro do Sesc Palladium, em Belo Horizonte, nas noites de hoje e amanhã, representando diferentes vertentes musicais, durante o Festival Internacional de Acordeom (FIA). A segunda edição do evento tem como homenageado um grande nome da sanfona, o paraibano Sivuca, cujas músicas serão tocadas no encerramento do evento, domingo às 10h, em concerto gratuito no Parque Municipal, a cargo da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais e do acordeonista Toninho Ferragutti.

O festival, que começou ontem, tem como atrações os gaúchos do Quinteto Persch (cinco acordeons tocando música de câmara), o jovem mineiro Léo Magalhães (que recentemente trocou a cena forrozeira pela instrumental), Cory Pesaturo (Estados Unidos; contará com participação especial da violinista Mari Black), Daniel Mille (França; no palco com violonista Yamandu Costa e o violinista Nicolas Krassik) e Dino Saluzzi Quinteto (Argentina; o bandoneonista de 79 anos tocará em família).

“Esse time que estamos trazendo agora é o crème de la crème do cenário mundial. Estamos fazendo um festival no nível dos que são feitos na Europa”, acrescenta o também acordeonista Célio Balona, diretor artístico do festival e curador do evento. Os contatos com os artistas começaram a ser feitos em novembro, já que alguns viajam muito por festivais de vários países. Para se ter ideia, o francês Richard Galliano, expoente mundial do acordeom, já está sendo cotado para ano que vem.

A exemplo do ano passado, a programação reflete parte da diversidade de caminhos estéticos seguidos por acordeonistas do mundo todo. A começar pelo Quinteto Persch, que tocará obras de Guerra-Peixe, Carlos Gomes, Piazzolla, Khatchaturian e Mussorgsky. “O instrumento possui uma grande gama de timbres, intensidade, extensão e sonoridade. Além disso, trabalhamos com um instrumento denominado acordeom baixo, que é basicamente utilizado na música de câmara como se fosse um contrabaixo ou violoncelo”, esclarece Adriano Persch, um dos integrantes.

Nesse sentido, outro nome que chama a atenção, entre os estrangeiros que participam do festival, é o do norte-americano Cory Pesaturo. Seu estilo, define o instrumentista, pode ser chamado de “improvisado”: “Não gosto de tocar apenas um, mas todos os estilos. O que conecta tudo isso é o improviso”. A propósito, ele terá no palco a companhia de outra entusiasta do ecletismo, a violinista Mari Black, com quem promete ir do clássico à música brasileira.

Novato na área instrumental, o mineiro Léo Magalhães inspira-se em Dominguinhos para apresentar seu novo grupo, formado por Marcos Danilo (violão), Bruno Vellozo (baixo acústico) e Túlio Araújo (pandeiro). “Sempre fiz muitas gravações para todo gênero de forró, toco em várias bandas e o pessoal sempre gostou dos meus instrumentais e solos durante os shows. Sempre sonhei fazer um trabalho solo instrumental”, conta. No repertório do grupo de Léo Magalhães, choro, baião e valsa


2º Festival Internacional de Acordeom
De hoje a domingo. Os shows serão no Grande Teatro do Sesc Palladium (Av. Augusto de Lima, 420, Centro), às 20h30. Ingressos (por dia): R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada). No domingo, no Parque Municipal (Av. Afonso Pena, s/nº, Centro), às 10h, entrada franca. Informações: (31) 3270-8100.



PROGRAMAÇÃO
>> Hoje, no Sesc Palladium

20h30 – Léo Magalhães (Minas Gerais)
21h30 – Cory Pesaturo (Estados Unidos), participação especial Mari Black (violino)
22h30 – Daniel Mille (França), com participação de Yamandu Costa (violão) e Nicolas Krassik (violino)

>> Amanhã, no Sesc Palladium
20h30 – Quinteto Persch (Rio Grande do Sul)
22h30 – Dino Saluzzi Quinteto (Argentina)

>> Domingo, no Parque Municipal
10h - Orquestra Sinfônica de Minas Gerais e Toninho Ferragutti (São Paulo) tocam Sivuca

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA