Sergio Sampaio vai ser homenageado no projeto Terças Poéticas

Obra do capixaba, autor de sucessos como 'Eu Quero É Botar Meu Bloco na Rua', vai ser lembrada pelo músico Sérgio Moreira e o poeta Kiko Ferreira na Casa Una de Cultura

por Walter Sebastião 06/05/2014 08:26

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Um ilustre compositor ganha homenagem: Sérgio Sampaio (1947-1994). Sua obra será lembrada pelo projeto Terças poéticas, na Casa Una de Cultura. Com canções e textos de Augusto dos Anjos e de Franz Kafka – autores que Sérgio admirava –, o violonista Sérgio Moreira e o poeta e crítico Kiko Ferreira apresentarão um perfil do capixaba.

 

“As letras de Sérgio pontuam dramas existenciais, às vezes com olhar amargo. Suas melodias eram livres e simples. Ele deixou uma obra que convida ao questionamento sobre o que temos a nosso redor”, explica Moreira. Ele promete cantar um grande sucesso do compositor: Eu quero é botar meu bloco na rua. Mas o repertório do capixaba tem outros clássicos: Eu sou aquele que disse, Tem que acontecer e Que loucura (canção dedicada ao poeta e compositor Torquato Neto).

 

“Sérgio Sampaio é artista um pouco esquecido, mas está sempre sendo lembrado”, conta o violonista, lamentando que os discos do capixaba estejam fora de catálogo. Ele defende a edição de uma caixa com a obra completa. Moreira destaca também as interpretações do compositor, um cantor que explorava a dramaticidade, e o modo como ele impõe o entendimento das letras.

 

Influência O show desta noite terá canções de Sérgio Moreira que trazem a influência de Sampaio. Avenida Amazonas e Traçado estão entre elas. O capixaba começou a compor muito jovem, mas iniciou sua carreira acompanhando ídolos como Orlando Silva, Sílvio Caldas e Nelson Gonçalves. Na década de 1960, conheceu o então produtor Raul Seixas, considerado o seu descobridor. A vida de muitas dificuldades e os excessos o levaram à morte aos 47 anos.

Sérgio Sampaio lançou os discos Eu quero é botar meu bloco na rua (1972), Tem que acontecer (1976) e Sinceramente (1982). Cruel, o álbum póstumo, saiu em 2009.

 

TERÇAS POÉTICAS
Homenagem a Sérgio Sampaio. Com Kiko Ferreira e Sérgio Moreira. Hoje, às 19h. Casa Una de Cultura, Rua Aimorés, 1.451, Lourdes, (31) 3235-7314. Entrada franca.



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA