Pedro Morais faz show do disco 'Vertigem', no Granfinos

"Como foi um disco bancado pelo público, por meio de voto popular, resolvi fazer show pelo menos em BH", detalha o músico que se apresenta neste sábado, na capital

por Mariana Peixoto 20/12/2013 11:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Rafael Mota/Divulgação
"São duas guitarras o tempo inteiro, a vibe do disico é mais dançante", Pedro Morais, músico (foto: Rafael Mota/Divulgação)
Há um mês e meio, Pedro Morais lançou 'Vertigem', seu terceiro álbum, no Teatro Bradesco. O disco tinha ficado pronto uma semana antes e, mesmo assim, ele não temeu levar o repertório inédito para o palco. Tocou todas as 11 faixas, além de algumas dos trabalhos anteriores, 'Pedro Morais' (2005) e 'Sob o sol' (2010). Amanhã, repete a dose no Granfinos, ainda em clima de estreia.


“O show de 'Vertigem' tem totalmente a ver com casa de show, pois a pegada é outra. São duas guitarras o tempo inteiro, a vibe do disco é mais dançante”, diz o cantor, compositor e guitarrista, que se apresenta acompanhado por Marcelo Guerra (guitarra), Marcos Nogueira (teclados), Fred Heliodoro (contrabaixo) e Lenis Rino (bateria). Além de BH, o novo show já foi apresentado em Araxá e São Paulo.

Um dos vencedores do Festival Música Pra Todo Mundo, que teve como prêmio a produção e o lançamento do álbum pelo selo Oi Música, 'Vertigem' foi produzido por Gustavo Ruiz. O repertório traz parcerias de Pedro com Francesco Napoli, André Miglio e Danilo Guimarães. Juntos, compuseram 'Nuvem', que foi gravada por Juliana Perdigão. 'Ê camarada' cita 'Zamba ben', de Marku Ribas, a quem o álbum é dedicado; Bilhete nasceu a partir do poema homônimo de Mário Quintana.

Em busca de uma sonoridade diferente, Pedro fez um disco com mais ruídos e efeitos. Canções mais lentas, que marcaram os discos anteriores, quase não aparecem. A exceção é para 'O grão', “mais introspectiva e filosófica”, na opinião dele. “O público tem que se habituar a coisas novas e nossa função é sempre apresentar novidade”, continua Pedro, que tanto por isso, deu nova roupagem a músicas antigas, como 'Sob o sol' e 'De cada lado'.

Pedro comenta que o lançamento de 'Vertigem' foi antecipado. “Ele ficaria para o ano que vem, mas como foi um disco bancado pelo público, por meio de voto popular, resolvi fazer show pelo menos em BH”, finaliza ele.

PEDRO MORAIS

Show sábado, a partir das 22h. Granfinos, Avenida Brasil, 326, Santa Efigênia, (31) 3241-1482. Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA