Carioca Gabriel Moura faz show nesta terça-feira em Belo Horizonte

Músico convida ao palco do Teatro Bradesco os amigos Flávio Renegado, Gustavo Maguá e Aline Calixto

por Ailton Magioli 26/11/2013 07:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Philippe Leon/Divulgação
Gabriel é sobrinho de Paulo Moura, um dos mais importantes nomes da música instrumental no Brasil (foto: Philippe Leon/Divulgação)
Atração de encerramento do projeto Mistura Minas, o carioca Gabriel Moura recebe o mineiro Flávio Renegado no palco do Teatro Bradesco, nesta terça-feira à noite, em Belo Horizonte, com direito a canjas de Gustavo Maguá e Aline Calixto. Na Rede Globo gravando o piloto de um programa sobre o qual não pode revelar mais detalhes, o cantor, compositor e instrumentista conta que, além do respeito à música, palco e plateia, o tio Paulo Moura (1932–2010) o ensinou a levar a profissão a sério, assim como a conduzir um baile.


Autor de hits como 'Mina do condomínio', 'Doidinha', 'Quero ver você no baile' e 'Garota do Méier', o ex-integrante da banda Farofa Carioca lembra que ele também herdou a inquietude de Paulo Moura, que estudou a música e os instrumentos não apenas em termos de evolução, mas também de arranjos e interpretação. Enquanto o tio se dedicava ao saxofone e à clarineta, ele optou pelo violão, cavaquinho, piano e baixo, além do canto. No show desta terça, Gabriel será acompanhado por Rico Farias (guitarra), Maurício Piassarollo (teclado), Afonso Velasques (baixo) e Tiago Silva (bateria).

Parcerias

Com o CD 'Karaokê Tupi 2' pronto para lançar no ano que vem, paralelamente ao primeiro DVD, Gabriel lembra que o disco teve o lançamento adiado diante do pedido da gravadora para que ele incluísse os sucessos no repertório. Como compositor, Gabirel já teve músicas gravadas por Milton Nascimento, Gilberto Gil, Ivete Sangalo, Elza Soares e Zeca Pagodinho. Entre as inéditas estão 'Felicidade', 'Vou te pegar' e 'A seu critério', escritas em parcerias com Seu Jorge, Pretinho da Serrinha, Mu Chebabi e Leandro Fab.


Amigo da turma com a qual vai se apresentar em Belo Horizonte, Gabriel Moura diz que tem feito músicas com o rapper Flávio Renegado, assim como Gustavo Maguá, com quem compôs o inédito samba-funk 'O hashtag e o sustenido'.

“Desde o fim dos anos 1990 eu já escutava o Gabriel, cuja música é repleta de alegria, diversão e muito suingue”, recorda Gustavo Maguá, que era fã do Farofa Carioca. Segundo diz, ao começar a tocar violão na noite ele acabou incluindo músicas de Gabriel em seu repertório. “Além da influência, agora eu me tornei parceiro do Gabriel”, comemora o músico mineiro, que conhecei Gabriel no famoso sarau da casa do gaúcho Antonio Villeroy, no Rio de Janeiro, apresentados pelo também compositor Edu Krieger.


Na linha da tradição musical familiar, Gabriel Moura é considerado um dos grandes nomes da geração musical brasileira, integrando-se como vocalista a grupos como a Orquestra Saga, de São Paulo, com a qual gravou o CD 'Sociedade amigos da gafieira'. O sucesso popular, no entanto, viria à tona com os discos do amigo e parceiro Seu Jorge, que lançou as composições 'Amiga da minha mulher' e 'Quem não quer sou eu' (Músicas para churrasco – Vol. 1) e 'Burguesinha' e 'Mina do Condomínio' (América Brasil).

 

GABRIEL MOURA & CONVIDADOS
Hoje, às 20h30, no Teatro Bradesco (Rua da Bahia, 2.244, Lourdes). Ingressos a R$ 30, R$ 15 (meia-entrada) e R$ 20 (lista amiga no facebook.com/misturaminas). Informações: (31) 3516-1027.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA