Mineiro Téo Azevedo leva Grammy Latino

Nelson Freire levou troféu na categoria Música Clássica

por Estado de Minas 23/11/2013 00:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Solon Queiroz/Esp.EM/D.A Press
O mineiro Téo Azevedo é premiado nos Estados Unidos (foto: Solon Queiroz/Esp.EM/D.A Press )

Minas Gerais brilhou no Grammy Latino, cuja cerimônia de premiação foi realizada na quinta-feira à noite, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Na categoria Música clássica, aberta a todos os países, o pianista mineiro Nelson Freire levou o troféu pelo disco Brasileiro.

Entre os prêmios dedicados exclusivamente ao Brasil, o poeta e cantor Téo Azevedo, que mora em Alto Belo, no Norte do estado, levou o Grammy na categoria Disco de raízes por Salve Gonzagão, 100 anos. Compositor da maioria das faixas, ele reuniu um time de convidados especiais, como Jackson Antunes, Caju e Castanha, Genival Lacerda e Dominguinhos (em uma de suas últimas gravações) para homenagear o Rei do Baião.

A dupla Victor e Leo ficou com o prêmio de Música sertaneja pelo CD Ao vivo em Floripa, enquanto a banda Jota Quest foi contemplada por Ao vivo no Rock in Rio. Alexandre Pires levou o troféu na categoria Samba e pagode.

A lista verde-amarela de premiados inclui a canção Esse cara sou eu, de Roberto Carlos; Abraçaço, de Caetano Veloso (Melhor CD de cantor e compositor); Redescobrir, de Maria Rita (MPB); Músicas para churrasco, de Seu Jorge (Pop); e Profeta da esperança, de Kleber Lucas (Música cristã).

Nas categorias voltadas para a produção latina, venceram o colombiano Carlos Vive e o ex-menudo Draco Rosa, entre outros.  

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA