Nelson Freire faz interpretações de Bach e Chopin, em Belo Horizonte

Pianista irá se apresentar na próxima segunda-feira, no Teatro Bradesco. Recital terá programação eclética

por Estado de Minas 01/11/2013 08:06

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press
(foto: Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press)
Meses antes de o concerto que o pianista Nelson Freire fará segunda-feira, às 20h, no Teatro Bradesco do Minas Tênis Clube ser anunciado, já não havia um único ingresso disponível. Foi só abrir a bilheteria para que os fãs do concertista se encarregassem de adquirir todos os convites para o recital.













A noite, que marca o encerramento da série anual erudita no espaço, promete. “A ideia era de que abrisse a temporada. Mas, por problemas de agenda, não foi possível. Então encerrará em grande estilo. Poder contar com ele na programação é sempre um prestígio. Abre uma perspectiva ao público de que o nível se mantenha no próximo ano”, diz a diretora artística da série, Celina Szrvinsk.

Nelson Freire fará no recital em BH um programa eclético. Começará por Johann Sebastian Bach (1685-1750), com o coral da Cantata 147 – Jesus, alegria dos homens. Em seguida, interpretará, de Sergei Prokofiev (1891-1953), as Visões fugitivas op. 22. Ao passar pelo repertório de Enrique Granados (1897-1916), tocará La maja y el ruisenor (Goyescas). O encerramento será com composições de Frédéric Chopin (1810-1849), como a Balada nº 4 op. 52 em fá menor. “O repertório será bastante diversificado. É interessante poder ouvir as possibilidades interpretativas de um artista do porte de Nelson Freire executando obras de grandes compositores”, avalia Celina.

Nelson Freire
Segunda-feira, às 20h, no Teatro Bradesco do Minas Tênis Clube (Rua da Bahia, 2.244, Lourdes). Ingressos esgotados.
Informações: (31) 3516-1360.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA